Homem acusado pela morte do radialista de Pedro Juan Caballero, na fronteira com , morreu na noite desta sexta-feira (6). Roberto David Cardoso Rojas estava preso na penitenciária da cidade, mas recebia atendimento .

O , que foi detido em 11 de agosto em um hospital de Capitan Bado, na fronteira com Coronel Sapucaia era apontado como suspeito pelo assassinato do radialista Humberto Coronel e também pelo homicídio de Rafael Trinidad Sánchez. Os dois crimes aconteceram em Pedro Juan Caballero.

A segunda vítima, conforme a Polícia Nacional, comemorava o aniversário com parentes e amigos. O acusado é apontado como pistoleiro de aluguel e agia em cidades que fazem fronteira com o Mato Grosso do Sul.

Segundo informações do médico legista Gustavo Galeano, o corpo de  do pistoleiro apresentava  rigidez cadavérica. As circunstâncias da morte de Roberto David são investigadas pela Polícia Nacional.

Saiba Mais