Um dos membros da especializada em roubo de caminhões de frete – identificada e presa no ano de 2011 – que estava foragido, foi preso na manhã desta quinta-feira (11) no Bairro Los Angeles. Contra ele havia um mandado de em aberto por tentativa de latrocínio.

O autor foi localizado por policiais da 5ª Delegacia em sua residência. À época da prisão dos outros membros da quadrilha, a Defurv (Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos) identificou pelo menos vinte roubos de caminhões e caminhonetes pelos grupos, que eram levados para o Paraguai.

Dois dos comparsas, já presos, foram apontados como participantes nos sequestros do coronel aposentado e ex-deputado estadual José Ivan de Almeida e do ex-comandante geral da PMMS, Roberto Francisco de Souza.

Quatro vítimas, que trabalham com fretes, disseram à polícia que foram supostamente contratados por uma mulher, levados a região do bairro Los Angeles e mantidos em cativeiro até o veículo ser levado para o país vizinho.

De acordo com a polícia, a quadrilha faz parte do PCC (Primeiro Comando da Capital). Dos presos, dois são de dentro da Penitenciária Máxima de Campo Grande e todos têm passagem por roubo.

Modus operandi

A mulher era responsável pela falsa contratação e, depois de combinar o valor, ela acompanhava a vítima até o local onde os comparsas aguardavam, e anunciavam o assalto.

Um dos presos contou à polícia que possuía uma com números de telefones e modelo de veículos de fretes em vários pontos de . Ela foi preso no dia 27 de maio de 2011 pelo Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos).

Quatro vítimas reconheceram a autora. Segundo a polícia, ao menos seis veículos foram roubados pela quadrilha. A organização criminosa tinha divisões de tarefas, com responsáveis pela contratação e ordem dos assaltos, que partiam de dentro do presídio, além dos braços armados e motorista.