Uma barraca que aparentemente comercializava produtos importados na Linha Internacional entre Pedro Juan Caballero, no e , no Mato Grosso do Sul era, na verdade, um ponto de comercialização de drogas.

O estabelecimento comercial da Capital do Departamento de Amambay escondia um esquema de fachada para o tráfico de drogas e abastecia as chamas “bocas de fumo” que funcionam dos dois lados da fronteira.

Após semanas de investigações, da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) conseguiram chegar até um paraguaio de 41 anos, apontado como o responsável pela venda de cocaína, crack, maconha e .

O ‘comerciante’ foi preso em flagrante pelos agentes, sob o olhar atento de centenas de pessoas que frequentam o centro comercial de Pedro Juan Caballero.

Tratado como um atacadista, o acusado de tráfico atendia dezenas de compradores todos os dias e a movimentação até mesmo fora do horário comercial acabou chamando a atenção dos policiais.

Em meio a produtos importados como perfumes, matérias para e construção civil, celulares e garrafas térmicas acabaram encontrando 1 quilo e 800 gramas de crack, 891 gramas de cocaína, algumas porções de haxixe e 370 gramas de maconha.

haxixe e 370 gramas de maconha.

Saiba Mais