José Edilson Ramo da Silva foi condenado nesta quarta-feira (20) a 13 anos de prisão pelo crime de feminicídio e ocultação de cadáver contra a esposa, Elisiane da Silva Alves, ocorrido em outubro de 2021, em Chapadão do Sul, a 338 quilômetros de Campo Grande. 

Ele foi condenado há 12 anos pelo crime de feminicídio e 1 ano pela ocultação de cadáver em regime fechado, conforme o site Chapadense News. A pena ainda inclui 15 dias-multa à razão de 1/30 salário-mínimo vigente à época dos crimes, cada um.

Crime

Elisiane Ferreira da Silva Alves estava desaparecida desde a noite de 1º de agosto de 2021 e seu corpo foi encontrado enterrado em uma fazenda em Chapadão do Sul no dia 5.

(Reprodução)

De início, o autor foi preso após ameaçar e tentar invadir a casa da própria irmã no dia 5. Na delegacia, preso pelo crime de ameaça contra a irmã, ele acabou confessando que matou Elisiane. Elisiane era natural do estado de Alagoas e estava morando no município há dois anos.