Rapaz baleado após atirar contra policiais militares no Bairro Jardim das Perdizes continua internado nesta segunda-feira (27) na Santa Casa de sob escolta policial. A polícia ainda procura a utilizada por Douglas Henrique Coelho Gomes, de 26 anos.

Policiais chegaram a procurar mais uma vez pela arma utilizada contra os militares, mas não encontraram. Segundo o delegado Christian Mollinedo, o local é área de mata e por isso a dificuldade na procura. No local ainda há um córrego.

O rapaz foi atingido com um tiro nas nádegas na quarta-feira (22) e chegou a efetuar mais disparos contra policiais do Batalhão de Choque, quando foi localizado. Ele tinha um mandado de em aberto e foi condenado a nove anos e oito meses de prisão em 2021 por homicídio.

Ele chegou a ser socorrido para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário, mas depois foi transferido para a Santa Casa.

Policiais realizaram buscas por 1h30 (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Perseguição

Policiais da 6ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), do e do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) fizeram buscas por cerca de uma hora e meia na região de mata, até encontrar o autor.

Douglas conduzia um Honda Civic preto quando desobedeceu à ordem de parada da PM, acelerou e iniciou a fuga. No cruzamento das ruas Professor Hilário da Rocha com a Francisco Amaral Militão, ele perdeu o controle da direção, colidiu o veículo e fugiu a pé.

Com o impacto, uma das rodas chegou a se soltar. Douglas chegou a ser perseguido pelos policiais, pulando muro da residências e entrando em um terreno baldio. Ele efetuou disparos contra os PMs e fugiu a pé.

Segundo a polícia, ele tem passagens por homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, além do mandado de prisão.