Carlos Fernandes Soares, de 35 anos, que matou a amiga Márcia Catarina Lugo Ortiz, de 57 anos, para roubar a vítima, será julgado nesta quarta-feira (8), no Fórum de . O julgamento acontece dois anos após o crime, que foi cometido em outubro de 2021.

O réu, que atualmente está preso na Penitenciária de Regime Fechado da II, será julgado pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Ele é acusado por homicídio qualificado, dissimulação, ocultação de cadáver e fraude processual, por tentado induzir peritos e o juiz ao erro.

Relembre o caso

A vítima foi encontrada morta, em um banco de areia, abaixo da ponte de um córrego, na BR-262, na tarde do dia 8 de outubro de 2021, horas após desaparecer. Ela estava com um tiro na testa.

Márcia era casada com um policial policial civil aposentado. As investigações revelaram que Carlos matou a amiga depois de atraí-la para um suposto flagrante de do marido dela.

No trajeto, o réu teria atirado na testa da vítima. Eles estavam em um carro SW4 alugada por ele. Depois de matar a vítima, Carlos levou o veículo para a um lava jato, uma serralheria e a uma tapeçaria para consertar os danos causados pelo disparo.

A Polícia constatou que Carlos fez várias transferências bancárias, além de compras pagas cartão de Márcia. Dias depois, ele foi preso em um em Dourados.