Militares do Corpo de Bombeiros encontraram na tarde desta terça-feira (3) o corpo do promotor de vendas, Luiz Carlos Costa, de 47 anos, que estava há três dias desaparecido nas águas do Rio Botas, em Ribas do Rio Pardo, distante 103 km de Campo Grande.

Informações repassadas à família são de que o corpo de Luiz foi encontrado a 1400 metros de onde ocorreu o afogamento. Na segunda-feira choveu o que dificultou as buscas, como o tempo estabilizou nesta terça foi possível encontrá-lo.

A perícia foi acionada e está a caminho do local.

Local onde Luiz desapareceu (Foto: Notícias do Cerrado)

Afogamento

A irmã da vítima contou ao Jornal Midiamax que o irmão participava com outras pessoas da mesma igreja de uma confraternização, na chácara do pastor, que fica na área rural da cidade.

Na tarde de sábado, logo após o almoço, o grupo foi até a beira do rio. “Meu irmão não sabe nadar. Ele gosta muito de crianças, então ficou na parte rasa com as crianças, quando ouviram gritos afirmando que um criança se afogava”, explicou a jovem.

Segundo ela, o irmão entrou na água e conseguiu salvar a criança, jogando-a em direção ao pai, que conseguiu retirá-la, mas o homem não conseguiu sair.

“Um rapaz até tentou agarrar meu irmão, mas veio uma correnteza forte e ele quase se afogou, mas como sabe nadar, conseguiu voltar, mas meu irmão foi”, lamenta.

Ainda segundo relato da irmã, o grupo não conseguia contato com o Corpo de Bombeiros, e quando conseguiram já era final da tarde e por conta da visibilidade as buscas foram iniciadas no domingo (1º). Segundo o Corpo de Bombeiros a água do rio é bastante turva, o que dificultou na visualização submersa. O rio tem bastante correnteza e muitas pedras. No domingo, o barco dos militares chegou a virar após bater em uma pedra, o que também atrasou as buscas.