Depois de uma semana do acidente, as duas crianças atropeladas a caminho da escola em Aquidauana, a 148 quilômetros de Campo Grande, tiveram melhoras no quadro de saúde e não apresentam mais risco de morte. O menino mais novo, de 6 anos de idade, sofreu traumatismo craniano e passou por cirurgia no cérebro recentemente, enquanto a menina, de 9 anos, passará por cirurgia na perna.

Quem conversou com o Jornal Midiamax foi o pai das crianças, Eder Santana Benevides, de 38 anos. Ele recorda que a filha teve fratura exposta na perna, enquanto o menino sofreu traumatismo craniano encefálico. Além disso, ele quebrou o braço, a perna e precisou fazer cirurgias nessas partes do corpo. Além disso, passou por novo procedimento cirúrgico na cabeça no sábado (2).

A família, que é de Aquidauana, veio para Campo Grande para o tratamento do mais novo.

“Meu filho entrou na Santa Casa em estado gravíssimo. Ontem eu estava no hospital e o médico falou que se ele fosse um adulto poderia ter morrido, mas por ser criança e ter muita saúde, então tem mais chances de vida. Ele continua internado, operou a cabeça dele, o cérebro dele inchou demais, deu coágulo no cérebro. Graças a Deus hoje o meu filho não corre risco de morte”, informa.

Já a menina de 9 anos já recebeu alta e retornou para Aquidauana, mas passará por nova cirurgia na perna na segunda-feira (4) por ter tido fratura exposta. “Ela provavelmente vai precisar usar gesso”, diz. Já o menino está internado no CTI (Centro de Terapia Intensivo) e não tem previsão de alta.

Relembre o caso

As duas crianças foram atropeladas a caminho da escola na manhã da última segunda-feira (28) em Aquidauana. Segundo informações do site local, O Pantaneiro, as vítimas são irmãs e estavam em uma bicicleta quando foram atingidas por uma caminhonete.

Conforme Eder ao Jornal Midiamax, o impacto foi tão grande que o filho mais novo voou, motivo pelo qual sofreu traumatismo craniano. No dia, ele foi trazido em estado grave para a Santa Casa da Capital. A irmã, de 9 anos, também sofreu ferimentos e foi socorrida por equipe do Corpo de Bombeiros.