Foram identificados os 7 homens que morreram durante confronto com policiais no distrito de Yby Pytã, em Canindeyú, a aproximadamente 60 quilômetros de . O confronto aconteceu na noite de terça-feira (28) e um único sobrevivente seria liderança da organização criminosa, conhecida como ‘Clã Díaz'.

Identificado como Cristino Díaz, liderança do Clã teria fugido após o confronto, ferido. Em uma casa que teria sido usada por ele para abrigo, policiais paraguaios encontraram um colchão manchado de sangue e suprimentos, para limpeza e tratamento dos ferimentos. A princípio ele teria sido atingido por tiros.

Ainda conforme o site ABC Color, os homens tinham extensa ficha criminal. Eles foram identificados como Milcíades Díaz Vera, de 41 anos, Mario Darío González da Cruz, 38 anos, Anselmo Montiel Méndez, de 35 anos, Antonio Montiel Mendez, 30 anos, José Domingo Benitez Segóvia, 25 anos, Silvio Benitez Segóvia, de 20 anos e Alexis Ramón Garcia, de 17 anos.

A polícia faz buscas pelo clã rival que seria ligado a Márcio Ariel Sánchez, conhecido como ‘Acaguate'. O comissário Gilberto Fleitas disse ao site local que o grupo rival seria ‘grupo independente'. “Não é a primeira vez que esta é preparada”, disse o comissário.

Segundo o comissário, todos os integrantes da quadrilha de pistoleiros têm antecedentes criminais, entre eles, vários assassinatos e tráfico de drogas. A informação é de que nenhum policial ficou ferido no confronto. Os traficantes estariam em de dois veículos quando entraram em confronto com os policiais.