Suspeito de assassinar homem a facadas e ‘desaparecer’ se apresenta e alega legítima defesa

Advogada chegou a dizer que a verdade favorece o cliente
| 30/03/2022
- 15:45
Suspeito de assassinar homem a facadas e ‘desaparecer’ se apresenta e alega legítima defesa
Rapaz se apresentou acompanhado da defesa (Foto: Stephanie Dias, Midiamax)

Na tarde desta quarta-feira (30), rapaz de 24 anos acusado do homicídio de Devanir Paltanin, de 46 anos, se apresentou na 7ª Delegacia de Polícia Civil. Ele está acompanhado da advogada e deve prestar esclarecimentos sobre o caso, ocorrido na última quinta-feira (24).

A advogada Luciana Abou Ghattas, que acompanha o acusado, disse “Ele está se apresentando em respeito à lei, porque ele agiu em legítima defesa”. Ainda conforme Luciana, “A verdade só o favorece”. O crime aconteceu na do rapaz, na Vila Bordon.

O acusado deve prestar esclarecimentos sobre o caso para a polícia e ainda não foi relatado qual seria a motivação do homicídio.

Morto a facadas

Devanir foi encontrado morto em uma residência na Vila Bordon, em Campo Grande, após o pai do procurar a polícia e relatar o desaparecimento do filho. Ele contou que o rapaz chegou em casa dizendo que tinha brigado com alguém e que precisava ir até o Zé Pereira. O suspeito tinha ferimentos pelo corpo e aparentava estar sob efeito de drogas.

Com as informações repassadas, equipe da 7ª Delegacia foi até a casa do suspeito e encontrou Devanir já sem vida, embaixo de um cobertor. Ele estava sem as roupas, com vários ferimentos pelo corpo que teriam sido provocados por golpes de um cutelo.

Havia, na casa, diversas marcas de sangue, um cachimbo para consumo de drogas e uma embalagem de preservativo aberta. O caso foi registrado como homicídio qualificado com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso.

Veja também

Vítima teria perdido o controle ao passar em alta velocidade por quebra-molas

Últimas notícias