Motoristas envolvidos em racha que terminou com morte de jovem são denunciados

Jovem foi arremessada do carro após colisão com poste
| 03/05/2022
- 16:42
Motoristas envolvidos em racha que terminou com morte de jovem são denunciados
(Foto: Leitor Midiamax)

Foi oferecida denúncia contra os dois motoristas, de 36 e 19 anos, envolvidos no racha que resultou no acidente e morte de Roberta Costa Coelho, de 25 anos. O mais velho, que dirigia o carro onde estava a vítima, responderá pelo homicídio da jovem e ainda tentativa de homicídio contra os outros 5 passageiros.

Conforme o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), na madrugada daquele dia 16 de abril, o motorista do Ford Ka matou a vítima Roberta e tentou matar as outras 5 vítimas, na Avenida Júlio de Castilho. É apontado que a jovem namorava um dos outros passageiros e os dois estavam em uma boate momentos antes do acidente.

No local, teriam encontrado com um amigo, que também estava no carro na hora do acidente. Quando decidiram ir embora, já do lado de fora, encontraram com o homem de 36 anos, que bebia ali. O grupo começou a conversar, quando o suspeito ofereceu carona até a casa de Roberta, onde continuariam bebendo.

Entraram no carro as três vítimas, o motorista e ainda mais três mulheres. No trajeto, o Gol conduzido pelo jovem de 19 anos, que tinha um amigo como passageiro, emparelhou com o Ford Ka e começou a acelerar, iniciando a disputa de corrida em alta velocidade – o racha. A denúncia confirma que o motorista do Ka estava embriagado, em alta velocidade, furou sinais vermelhos, agindo com dolo eventual.

Motoristas tiravam racha
Carro era ocupado por 7 pessoas (Foto: de França, Midiamax)

Ou seja, ele assumiu o risco de produzir o resultado morte, com indiferença à integridade física dos passageiros que levava, consciente do perigo que poderia causar. Ele acabou invadindo a calçada em uma curva e colidiu frontalmente contra um poste. Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Corpo de Bombeiros foram acionados ao local.

Foi constatado óbito de Roberta e as outras vítimas foram socorridas. O jovem de 19 anos fugiu do local, deixando de prestar socorro e de solicitar qualquer apoio. Ele também dirigia sem carteira de habilitação. Os dois motoristas respondem também por participarem de disputa automobilística não autorizada em via pública.

A denúncia foi oferecida no dia 29 de abril e inserida nos autos nesta segunda-feira (2). Por ser paciente escoltado, a Santa Casa não pode repassar dados sobre o motorista, que foi internado em estado grave após o acidente.

Testemunhas ouviram gritos de socorro

“Sensação horrível ver o homem gritando, pedindo socorro, ajuda que a mulher dele estava morrendo”, relatou uma testemunha que passava pelo local. “Nasceram de novo e essa jovem morreu por conta da irresponsabilidade do outro”, relatou uma leitora em notícia publicada nas redes sociais.

“Triste é que uma pessoa dessas, por conta de uma inconsequência tira a vida de quem não tinha nada a ver”, lamentou outro do jornal. "Foi uma fatalidade", relatou o padrasto de Roberta ao Midiamax, que disse não conhecer o motorista do veículo. "Não temos a intensão de acusar ninguém. Se ele estava bêbado, estava errado. Mas, não acredito que teria a intensão de matar minha filha", lamentou.

Veja também

Este é o segundo motorista que abandona veículo após colisão neste sábado

Últimas notícias