Agente penitenciário preso em operação contra o PCC em Campo Grande é demitido

Operação cumpriu mandados contra a facção criminosa
| 18/05/2022
- 13:46
Agente penitenciário preso em operação contra o PCC em Campo Grande é demitido
Agente foi preso na operação (Arquivo, Midiamax)

Nesta quarta-feira (18), foi publicada a demissão do Adilson Aparecido Brum Weis dos quadros da Agepen/MS (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul). A demissão consta no Diário Oficial do Estado.

Conforme a resolução assinada pelo diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a pena de demissão foi aplicada a bem do serviço público, após ser acolhido integralmente o relatório final da Comissão Processante. Adilson foi preso em 2018 na Operação Paiol

Operação contra o PCC

A ação foi realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), em 12 de junho de 2018. Auxiliaram equipes do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Batalhão de Choque.

A Operação Paiol cumpriu 27 mandados de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão, no combate aos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, roubo, tráfico de armas e lavagem de dinheiro. Os crimes seriam praticados por membros do PCC.

As investigações tiveram início em junho de 2017. A partir daí foram identificados integrantes da facção criminosa, atuantes em Mato Grosso do Sul. Foram apreendidos na operação munições, drogas, armas de fogo, incluindo uma submetralhadora e um fuzil.

Os mandados foram cumpridos em Campo Grande, Corumbá, Nova Andradina e Águas Lindas de (GO).

Veja também

Últimas notícias