Acusadas de matarem a mãe a pauladas no Paraguai, policial e médica são presas

Crime aconteceu no Departamento de Paraguarí
| 14/07/2022
- 07:02
Acusadas de matarem a mãe a pauladas no Paraguai, policial e médica são presas
Uma das filhas é agente da Polícia Nacional (foto: Divulgação)

Lorena Beatriz Verón Giménez, de 25 anos, policial da Delegacia Regional de Identificação de Paraguarí, no e sua irmã Laura Verón Giménez, 29, que trabalha como obstetra no Hospital Regional de Carapeguá, foram presas pela Polícia Nacional. Elas são acusadas de matarem a própria a pauladas.

O crime aconteceu na última terça-feira e aos denúncias e investigações, as irmãs foram localizadas pela polícia. A vítima, Limpia Concepción Giménez, de 73 anos, apresentava sinais de espancamento em diversas parte do corpo e principalmente na cabeça.

Segundo informações da Polícia Nacional, com base em depoimentos de testemunhas, após baterem na mãe, as filhas levaram a vítima para Hospital Regional de Paraguarí. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida.

O Ministério Público e a Polícia Nacional, segundo a Rádio Monumental, realizaram uma busca na casa, onde encontraram objetos que teriam que teriam sido utilizados para a prática do crime, além de roupas ensanguentadas e vidros quebrados.

Veja também

Esposa do suspeito também ficou ferida nas mãos e teria tentado separar a discussão

Últimas notícias