Polícia

Morador é multado em R$ 1,2 mil por incêndio em terreno

Policiais ambientais foram acionados por vizinhos

Diego Alves Publicado em 28/05/2021, às 19h36

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Rio Negro autuou um morador em R$ 1,2 mil por incêndio em terreno no centro da cidade e já são 40 atuados por incêndios urbanos em dois meses de operação Prolepse

Policiais ambientais foram acionados por vizinhos a um terreno baldio no perímetro urbano na região central da cidade ontem (27) à noite, informando que o proprietário havia colocado fogo em resíduos e vegetação no terreno, emitindo muita fumaça causando transtornos à vizinhança.

A PMA foi ao local e conseguiu localizar o infrator, que informara ter provocado o incêndio, no intuito de limpar o terreno, o qual já estava no final, tendo queimado toda a vegetação. Hoje a equipe passou novamente no local para fazer mais imagem dos danos. O incendiário (34), residente em Rio Negro, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.200,00.

A Polícia Militar Ambiental deflagrou no dia 22 de março a operação “Prolepse” de prevenção aos incêndios em Mato Grosso do Sul, com foco especial na região do Pantanal e, dentro dos trabalhos, os incêndios urbanos também são preocupantes e a sua prevenção e combate é uma das metas da operação. A grande vantagem é que, apesar de o foco da operação ser a informação e prevenção, a repressão funciona também como um fator de dissuasão às infrações e a população, depois de tomar conhecimento pela imprensa da operação da PMA, tem denunciado constantemente e várias pessoas têm sido autuadas. Até o momento, já foram 40 pessoas autuadas por incêndios urbanos nesses dois meses da operação.

Jornal Midiamax