Polícia

Acusado de matar parente a facadas em sobaria de Campo Grande é condenado

Júri desclassificou o homicídio

Renata Portela Publicado em 23/09/2021, às 17h26

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Foi a julgamento nesta quinta-feira (23) Valkimar Alves Guerra, 53 anos, pela morte de Rivando Parnaíba Vieira, de 44 anos, que era familiar do autor. O crime aconteceu em uma sobaria, no Coophavila II em Campo Grande, em abril de 2018.

Segundo a denúncia, Valkimar estava acompanhado da esposa e Rivando também estava com a mulher, que eram tia e sobrinha. Os casais sentaram juntos no local e beberam, mas em determinado momento ocorreu uma discussão.

Durante a briga, autor e vítima entraram em luta corporal. Os casais seguiram para os carros, quando Valkimar pegou uma faca e Rivando correu para dentro do estabelecimento, mas foi seguido e esfaqueado. Ele ainda foi socorrido por meios próprios, mas não resistiu.

O Conselho de Sentença decidiu por desclassificar o homicídio doloso e o caso foi julgado pelo juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, como lesão corporal seguida de morte. Assim, Valkimar foi condenado a 4 anos, em regime aberto.

Jornal Midiamax