Polícia

Polícia Civil aciona PF e PRF para ajudar nas buscas por suspeito de matar casal por ciúmes

Desde a manhã de quinta-feira (28), a Polícia Civil de Costa Rica, cidade a 384 quilômetros de Campo Grande, faz buscas pelo homem de 32 anos, apontado como autor do homicídio de Gilcione Rodrigues Martins, 34 anos, e feminicídio da ex Marilei Ramos. Forças de segurança de estados vizinhos também foram acionadas. Após a morte […]

Renata Portela Publicado em 29/05/2020, às 09h09 - Atualizado em 09/07/2020, às 00h19

Equipes policiais no local do homicídio e feminicídio (Foto: Divulgação)
Equipes policiais no local do homicídio e feminicídio (Foto: Divulgação) - Equipes policiais no local do homicídio e feminicídio (Foto: Divulgação)

Desde a manhã de quinta-feira (28), a Polícia Civil de Costa Rica, cidade a 384 quilômetros de Campo Grande, faz buscas pelo homem de 32 anos, apontado como autor do homicídio de Gilcione Rodrigues Martins, 34 anos, e feminicídio da ex Marilei Ramos. Forças de segurança de estados vizinhos também foram acionadas.

Após a morte do casal ser descoberta pela polícia, foram acionadas todas as forças de segurança de Mato Grosso do Sul, como Polícia Militar e a Polícia Militar Rodoviária, bem como a central de inteligência que atua nas fronteiras. Segundo o delegado Cleverson Alves dos Santos, titular da delegacia do município, equipes de Mato Grosso e Goiás também foram informadas, já que pode haver tentativa de fuga do Estado.

“Informamos também as inteligências da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal e as forças de segurança dos estados vizinhos [Mato Grosso e Goiás]”, explicou o delegado ao site MS Todo Dia. No entanto, ainda não há informações sobre o paradeiro do criminoso.

Na quinta-feira, a polícia chegou a fazer buscas pelo suspeito em casas de familiares ou outros possíveis locais em Costa Rica onde ele poderia estar escondido. O autor fugiu durante a madrugada, após invadir a casa e o quarto onde Marilei e Gilcione dormiam com a filha de três anos da mulher.

Ele esfaqueou o casal até a morte e a criança presenciou o crime. Quando a polícia chegou, ela estava toda ensanguentada, mas não teve ferimentos causados pelo autor. Os irmãos de 8 e 11 anos dormiam no quarto ao lado. A polícia crê que o ex-marido de Marilei é o autor do crime, uma vez que no fim de março ele já tinha sequestrado a vítima e a ameaçado.

Na ocasião, a mulher chegou a pular do carro em movimento para se livrar do ex agressor e houve perseguição policial, mas o suspeito não foi detido.

Jornal Midiamax