Polícia

De caiaque, bombeiros buscam há mais de 3 horas menino de 8 anos desaparecido em rio

Desde aproximadamente às 6 horas deste sábado (5), bombeiros militares retomaram as buscas pelo menino de 8 anos, que desapareceu no córrego do Jardim Ouro Preto, que desagua no Rio Anhanduí. Conforme apurado pelo Midiamax, os dois bombeiros que seguem de caiaque percorreram pelo menos 3 quilômetros e depois devem retornar também pelo rio. A […]

Renata Portela Publicado em 05/12/2020, às 09h37 - Atualizado às 11h28

Bombeiros percorrem o rio de caiaque em buscas pelo menino (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)
Bombeiros percorrem o rio de caiaque em buscas pelo menino (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax) - Bombeiros percorrem o rio de caiaque em buscas pelo menino (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Desde aproximadamente às 6 horas deste sábado (5), bombeiros militares retomaram as buscas pelo menino de 8 anos, que desapareceu no córrego do Jardim Ouro Preto, que desagua no Rio Anhanduí.

Conforme apurado pelo Midiamax, os dois bombeiros que seguem de caiaque percorreram pelo menos 3 quilômetros e depois devem retornar também pelo rio. A distância percorrida passa do pontilhão da BR-262, até as proximidades do presídio federal.

De caiaque, bombeiros buscam há mais de 3 horas menino de 8 anos desaparecido em rio
Distância que os bombeiros, no caiaque, percorreram. (Arte: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax).

Até o momento não foi encontrado sinal do menino, que desapareceu após uma ‘cabeça d’água’ chegar na parte em que ele pescava com os irmãos na tarde de sexta-feira (4). Também segundo os bombeiros, as buscas são difíceis por conta do mau tempo, que deixa o rio cheio e a água turva, dificultando a visibilidade.

Por enquanto, os mergulhadores ainda não foram acionados, mas podem entrar no rio, se for solicitado. Abalada, a mãe do menino relatou que estava a passeio na casa dos familiares, com os filhos. Uma vizinha contou que era a primeira vez que o caçula visitava o local.

Desaparecimento

De caiaque, bombeiros buscam há mais de 3 horas menino de 8 anos desaparecido em rio
Meninos pescavam no rio na sexta-feira (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Pouco antes das 18 horas de sexta-feira, os bombeiros foram chamados por conta do desaparecimento de pessoas no córrego. A princípio quatro crianças pescavam no local quando uma ‘cabeça d’água’, que se formou por causa das chuvas, atingiu os garotos de 8, 12, 13 e 15 anos. Dois deles conseguiram voltar para a superfície e pediram ajuda.

Desesperado, o tio deles entrou nas águas em busca das crianças. No entanto, testemunhas informaram para os bombeiros que viram o tio e um dos sobrinhos saindo do córrego pela margem.

A princípio a informação era de que o homem, de 36 anos, e os sobrinhos de 8 e 15 anos foram arrastados para dentro do córrego e desapareceram. Horas depois, o tio e o sobrinho mais velho foram encontrados na Avenida Gunter Hans. Já o menino de 8 anos segue desaparecido.

Jornal Midiamax