Grupo com brasileiros roubou US$ 9 milhões de empresa no Paraguai

Valor abaixo do divulgado inicialmente
| 25/04/2017
- 19:26
Grupo com brasileiros roubou US$ 9 milhões de empresa no Paraguai

Valor abaixo do divulgado inicialmente

Foi estimado em US$ 9 milhões o valor roubado da empresa Prosegur na segunda-feira (24) em Ciudad del Este, no Paraguai. Nove homens foram presos e seriam todos brasileiros, além de outros três que morreram em confronto com a Polícia Federal na região de Foz do Iguaçu, cidade paranaense de fronteira com o Paraguai.

A Polícia Federal apresentou dados da operação na manhã desta terça-feira (25) em coletiva de imprensa. Os presos foram identificados como Carlos Andrade da Silva, Marcio José Pereira, John Cleiton Schimidt Weis, Anderson Caetano da Silva, Paulo Vitor dos Santos, Lucas Fernando Ferreira Rocha, José Roberto Alves Monteiro, Douglas Brazzo e Leandro da Silva, que ficou ferido no tiroteio.

A princípio, a informação era de que R$ 120 milhões tinham sido roubados da empresa, mas de acordo com o site abc color, agora o valor foi estimado em aproximadamente R$ 27 milhões. Parte do dinheiro teria sido recuperada, mas outra parte foi levada por integrantes do grupo que conseguiram fugir.

De acordo com dados divulgados pela Polícia Federal, três pessoas morreram durante a troca de tiros e foram feitas apreensões de seis fuzis, sendo um calibre .50, munições, sete quilos de explosivos dois barcos e sete veículos.

Equipes policiais seguem atuando na região, em buscas por outros envolvidos no roubo. A princípio o crime foi atribuído ao PCC (Primeiro Comando da Capital), que teria ‘investido’ milhões de reais na ação.

Roubo cinematográfico

A sede da empresa Prosegur foi convertida em ruínas na cidade paraguaia de Ciudad Del Este na segunda-feira. O prédio foi destruído com uso de explosivos e o grupo fugiu levando o dinheiro.

A ação durou pouco mais de quatro horas, deixando rastro de 15 carros queimados, caminhões e bombas espalhadas pela cidade. Miguelitos, pregos unidos com arame, também foram espalhados pelas ruas para impedir possível perseguição.

No confronto, um agente do Grupo Especial de Operações da polícia paraguaia morreu e outro ficou ferido, além três civis.

Veja também

Equipe da Base Operacional de Ponta Porã, da Polícia Militar Rodoviária, apreendeu R$ 1,5 milhão...

Últimas notícias