Rei da cachaça é preso em MG acusado de estupro e tentativa de homicídio

O empresário Antônio Eustáquio Rodrigues, o Toni Rodrigues, 64, maior produtor de cachaça artesanal do país, e proprietário das marcas Seleta e Boazinha, foi preso nesta terça-feira (12), em Salinas (671 km de Belo Horizonte), suspeito de tentativa de homicídio, pedofilia e estupro de dois adolescentes. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, […]
| 13/08/2014
- 16:27
Rei da cachaça é preso em MG acusado de estupro e tentativa de homicídio

O empresário Antônio Eustáquio Rodrigues, o Toni Rodrigues, 64, maior produtor de cachaça artesanal do país, e proprietário das marcas Seleta e Boazinha, foi preso nesta terça-feira (12), em Salinas (671 km de Belo Horizonte), suspeito de tentativa de homicídio, pedofilia e estupro de dois adolescentes.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, Rodrigues está preso na delegacia de Montes Claros (426 km da capital). Ainda de acordo com a polícia, as vítimas de violência sexual são um menino de 14 anos e uma garota de 15, moradores da periferia de Salinas.

A polícia diz acreditar que os abusos contra os adolescentes teriam começado quando ambos tinham 13 anos. A reportagem ainda não conseguiu contato com o advogado do empresário.

A denúncia foi feita pela mãe do garoto ao Conselho Tutelar de Salinas. “Resolvi denunciar porque muitas pessoas têm medo dele aqui [em Salinas] já que ele é um homem poderoso. Mas não tenho medo, sinto-me aliviada”, disse a mãe à polícia.

“Era comum ele distribuir celulares e dinheiro para as crianças do bairro”, disse o menino aos conselheiros. Segundo o garoto, atos sexuais eram cometidos na casa do suspeito.

“Ele me disse que não tinha necessidade de contar para ninguém o que tinha acontecido, porque nós dois nos daríamos muito mal”, afirmou o garoto.

Tentativa de homicídio

Ainda de acordo com a polícia, a tentativa de homicídio teria acontecido em 18 de julho deste ano. A vítima não foi identificada e a prisão foi decretada baseada em depoimentos de testemunhas, que disseram que o empresário espancou outro garoto e ameaçou atirar nele.

A empresa de Rodrigues é a maior produtora de cachaça artesanal do país, produzindo 1,5 milhão de litros da bebida por ano.

A Seleta possui, além da fábrica localizada em Salinas, um grande tonel para armazenamento de cachaça, uma engarrafadora, galpões próprios e emprega 150 pessoas.

Veja também

A fuga aconteceu no final da tarde deste domingo

Últimas notícias