Polícia

Polícia investiga 2 explosões de caixas eletrônicos no interior e ainda não tem suspeitos

A Polícia Civil investiga duas explosões de caixas eletrônicos em cidades do interior do Estado, em dois dias. Segundo o delegado Alberto Vieira Rossi, do Garras (Grupo Especializado em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) diz que ainda não é possível dizer se a mesma quadrilha seria responsável pelas duas ações. “Até agora […]

Arquivo Publicado em 09/06/2014, às 20h37

None
442644160.jpg

A Polícia Civil investiga duas explosões de caixas eletrônicos em cidades do interior do Estado, em dois dias. Segundo o delegado Alberto Vieira Rossi, do Garras (Grupo Especializado em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) diz que ainda não é possível dizer se a mesma quadrilha seria responsável pelas duas ações. “Até agora são similares apenas pelo uso de explosivos. Ainda não é possível afirmar se é o mesmo grupo”, diz.


Rossi diz que o Garras está auxiliando as delegacias do interior e que investigações deste tipo de ação, não costumam ser rápidas. “São investigações demoradas, pois começa tudo do zero”, diz.

Conforme o delegado Lucas Soares de Caires, de Aral Moreira, a 402 quilômetros de Campo Grande, as principais pistas para investigar o caso são objetos perdidos que passarão por análises, para verificar se há material genético ou digitais dos suspeitos. “Duas barras de ferro utilizadas e três rolos de fita isolantes ficaram no local”, diz Caires.


Ainda segundo o delegado, há pelos menos quatro suspeitos que entraram encapuzados, explodiram dois caixas eletrônicos e levaram cerca de R$ 30 mil. A Polícia Civil não descarta que comparas estivessem do lado de fora da agência. Os criminosos explodiram um caixa eletrônico de uma agência do Banco do Brasil na madrugada do último sábado (7).


Este é o segundo assalto na agência. Em dezembro de 2012, um grupo de pelo menos dez homens fortemente armados com fuzis e pistolas invadiu a agência, explodiram o cofre central com o emprego de dinamites e fugiram levando cerca de R$ 290 mil.


Já em Inocência, a 321 quilômetros da Capital, a polícia está investigando a explosão do caixa eletrônico na madrugada da quinta-feira (5). De acordo com o delegado Rodrigo Evaristo da Silva, ninguém foi preso ainda. As imagens das câmeras de segurança foram requisitadas, mas inda não foram entregues à polícia.


Pelo menos três homens encapuzados e usando luvas roubaram dinheiro que estavam em um caixa eletrônico do Banco do Brasil. No momento em que acionaram os explosivos, um dos ladrões ficou ferido. No local foi encontrada uma granada que não explodiu.


Os demais pegaram os valores e socorreram o comparsa fugindo na direção da saída da cidade. As imagens foram captadas pelo circuito interno do estabelecimento comercial.

Jornal Midiamax