O governador da Flórida, Ron DeSantis, entrou nesta quarta-feira, 24, oficialmente na disputa para representar o Partido Republicano nas eleições presidenciais de 2024, em uma corrida que testará tanto seu apelo como um conservador cultural quanto a capacidade da legenda de superar o ex-presidente Donald Trump.

O republicano de 44 anos revelou sua decisão em um documento protocolado na Comissão Eleitoral Federal antes de uma conversa online com o CEO do Twitter, Elon Musk.

A entrada de DeSantis na disputa era alvo de há meses e ele é considerado um dos candidatos mais fortes do partido na tentativa de reconquistar a Casa Branca, atualmente ocupada pelo presidente Joe Biden.

Além de DeSantis, diversos outros nomes já anunciaram candidatura, entre eles Trump, a ex-embaixadora da ONU Nikki Haley, o senador da Carolina do Sul Tim Scott, o ex-governador do Arkansas Asa Hutchinson e o empresário de biotecnologia Vivek Ramaswamy. O ex-vice-presidente Mike Pence também é considerado um provável candidato presidencial, mas ainda não anunciou uma candidatura.