Nesta sexta-feira (14), o Ministério das Relações Exteriores confirmou a da brasileira, Karla Stelzer Mendes, de 41 anos. A vítima é a terceira morte entre os três brasileiros que estavam em uma rave invadida pelo grupo terrorista no último sábado (7) em uma rave no sul de Israel.

Em nota, o ministério divulgou “o Governo Brasileiro lamenta e manifesta seu profundo pesar com a morte da cidadã brasileira Karla Stelzer Mendes, de 42 anos, terceira vítima fatal brasileira dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro em Israel. Ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Karla, o Governo brasileiro reitera seu total repúdio a todos os atos de violência contra a população civil. ”

Karla era a última brasileira desaparecida no país. Natural do , ela morava em Israel há 11 anos, na cidade de Bet Ezra, Hadarom. de um rapaz de 19 anos que morava com ela que é membro do exército israelense.

Durante o ataque, Stelzer chegou a gravar um áudio e mandar para amigos. Ela e o namorado se abrigaram em um bunker, mas precisaram sair do local após o refúgio ser bombardeado.

“Fomos para a mamada (bunker), para se proteger (…) Aí vieram os terroristas e jogaram uma bomba dentro da mamada. A gente saiu correndo. Tem um amigo nosso que ficou lá”, disse Karla em áudio.

As outras vítimas brasileiras do atentado são Ranani Nidejelski Glazer, de 24 anos, e Bruna Valeanu, de 24 anos, que também estavam na festa de eletrônica. Suas mortes foram confirmadas na terça-feira, 10. Ranani era natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e Bruna do Rio de Janeiro.

Saiba Mais