Johnny Depp pode abrir mão de indenização milionária de Amber Heard, diz imprensa americana

Advogados deram a entender que ator não está preocupado com o dinheiro e sim com a retomada de sua reputação
| 09/06/2022
- 15:00
depp e amber (1)
(Foto: Reprodução)

Johnny Depp pode abrir mão da indenização de US$ 8,35 milhões, o equivalente a R$ 40 milhões, que deve receber da ex-mulher, Amber Heard. Na semana passada, após anúncio da sentença do processo em que o ex-casal se enfrentou, a advogada da atriz afirmou que ela não tem condições de arcar com o valor.

Em entrevista ao Good Morning America, Benjamin Chew e Camille Vasquez, advogados de Depp, disseram que Depp não se importa com o dinheiro e sim com reputação. Além disso, ele estaria bastante satisfeito com o veredito.

“Era como se o peso do mundo tivesse sido tirado de seus ombros e eu sinto que finalmente, depois de seis anos, ele recuperou sua vida”, disseram.

Chew também negou a alegação de Amber de que o julgamento foi influenciado pela imprensa e pelas mídias sociais. “Esta foi uma decisão tomada pelo júri com base nas evidências apresentadas por ambos os lados e, como Camille disse [no início da entrevista], foi esmagadoramente a favor de Depp”.

Eles também não acreditam que o veredito a favor de Johnny represente um atraso na luta contra a violência de gênero e ao movimento Me Too. “Não acreditamos [que haja impacto negativo]. O veredito fala por si só. Os fatos são o que são, e o júri tomou uma decisão unânime baseada neles. Violência doméstica não tem gênero”, completou Camille.

Veja também

O heptacampeão de Fórmula 1 pediu foco em "mudar a mentalidade"

Últimas notícias