Muitos no velório, muitos enviando condolências à família e outros aproveitando a rede social para prestar as últimas homenagens ao cantor João Carreiro, que faleceu durante cirurgia cardíaca nessa quarta-feira (3). A notícia amargou o mundo sertanejo e calou a voz do artista, também considerado o melhor compositor do gênero bruto do Brasil.

“Para mim a surpresa foi muito grande. Eu vi a postagem que ele fez e inclusive mandei mensagem no mesmo dia, desejando sorte na operação e, de repente, esse baque, a notícia de que ele estava em estado grave. Nós então fizemos um pedido de oração na rede social, mas, infelizmente Deus o queria junto com ele. É muito difícil perdê-lo com apenas 41 anos, tinha muita carreira pela frente”, afirmou o cantor Loubet.

Emocionado, diz também que João Carreiro era um ídolo e um amigo de muitos cantores, o qual estava “vivendo a melhor fase”. “Ele estava indo muito bem na carreira também, então, é uma perda muito dolorida para todo mundo, tanto para amigos quanto para família. A perda para o sertanejo é enorme. Ele influenciou uma geração da viola caipira, trouxe uma musicalidade diferente e influenciou o Brasil inteiro com a viola, com um estilo mais bruto, mais grave de cantar. É uma perda imensa o fim da carreira dele”, lamentou.

‘Admiração muito grande por ele', fala Alex

Velório do cantor sertanejo João Carreiro (Alicce Rodrigues, Midiamax)

O cantor Alex, da dupla Alex e Ivan, que usa também o tom grave ao cantar, ressaltou que começou no ano de 2006, inspirado nas músicas de João Carreiro. “É o melhor compositor do gênero bruto sertanejo do Brasil. Eu tinha admiração muito grande por ele, apesar de não ser amigo particular. É uma pessoa que vai deixar um vazio na nossa música do gênero sertanejo bruto, como cantor, compositor e amigo das pessoas que eu acompanhava, além de ser uma pessoa muito humilde, família, religioso, então, fiquei muito sentido. Espero que continuem ouvindo João Carreiro e que comecem a dar valor para as pessoas em vida”, pontuou.

O cantor Victor Gregório também disse que conheceu João há muito tempo, quando ainda mantinha uma dupla com o irmão dele, chamada Victor e Vinicius. “Fizemos um show juntos em e, terminando o show, senti que tinha que conhecer este cara que tinha uma energia incrível. Fui ao hotel e ele me recebeu bem demais, como se fôssemos amigos há muitos anos e, depois disso, houve os encontros, futebol e as violadas entre amigos”, relembrou.

No decorrer do tempo, disse que receberam o convite para participar de um programa de televisão. “Na hora ele topou e foi uma experiência gigante, resenha, mesmo onde falávamos de tudo, cotidiano e contamos piadas, foi sensacional. Eu sempre dizia para o João que ele tinha uma energia muito positiva e transmitia uma paz gigantesca, que me sentia muito bem perto dele, creio que todos a sua volta sentiam o mesmo”, falou.

‘Tínhamos combinado de compor uma moda', falou Victor

Victor, Marco Aurélio e João Carreiro. (Natan Fialho/Arquivo Pessoal)

Ainda conforme Victor, “o jeitão bruto de cara fechada” durava pouco tempo. “De repente ele largava uma piada e aquela risadona. Havíamos combinado com ele de compor uma moda, para gravarmos juntos esse ano Víctor Gregório e Marco Aurélio e João Carreiro, mas, não deu tempo. Deus sabe de todas as coisas e nós só agradecemos ao João Carreiro por tudo e deixo aqui meus sentimentos aos familiares”, finalizou.

Leia também:

Fãs lamentam morte de João Carreiro e dizem que sensação é de ‘perder alguém da família'

Famosos lamentam morte e ressaltam voz única de João Carreiro

(Texto: Graziela Rezende e Lucas Calixto/Jornal Midiamax)