A primeira dama Rosângela Silva, a Janja, mostrou estar alinhada ao consumo de moda autoral e consciente, que impacta de forma positiva o meio ambiente e as comunidades. Na posse do terceiro mandato do presidente Lula, usou o bastante comentado terninho de crepe de seda vintage tingida naturalmente com cajú e ruibarbo, com detalhes bordados por mulheres do com palhas brasileiras.

Terno que Janja usou na posse presidencial (Foto: Reprodução/Instagram)

Ela e outras personalidades pelo mundo miram numa tendência que, definitivamente, veio para ficar e volta atualizada para 2023: a de se vestir ou decorar a casa com peças feitas à mão, que sejam produzidas com respeito às pessoas e ao planeta. Sabe onde encontrar produtos assim em ? O MidiaMAIS separou algumas dicas. Confira:

Josineide Silva Ateliê (Campo Grande)

Estilista de Mato Grosso do Sul que estreou no MS Fashion Week com vestidos de noiva feitos em crochê, Josineide Silva é a autora de peças trabalhadas de forma única e com acabamento impecável. Natural de Miguel Alves (PI), ela aprendeu crochê aos 8 anos de idade, quando já morava em Campo Grande.

Além do traje para casar, o ateliê produz croppeds e saia longa. Encomendas podem ser feitas com 30 dias de antecedência, no mínimo, aqui.

Veja as peças em destaque:

Brisa da Mata (Campo Grande)

Feitos em macramê de algodão responsável, pendentes decorativos e molduras para espelho são opções para deixar a casa com aquele ar de aconchego. Do material, são feitas outras peças como chaveiros e até coleira para cachorro.

Cerâmicas começaram a ser produzidas recentemente pela artesã e criadora da marca, Bruna Cintra, e ganham forma e cores para servirem de utensílios ou decoração.

Dá para adquirir indo até a Feira do Bosque, Bairro Carandá Bosque, ou na Praça Bolívia, no Bairro Cophafe. Outra opção é encomendar via direct do Instagram, seguindo @brisadamata.

Veja as peças em destaque:

Ócio Biojoias Criativas (Dourados)

Madeira reaproveitada, que foi coletada ou recebida como doação, é o principal material das biojoias da marca do interior de Mato Grosso do Sul. Brincos, colares e anéis cheios de personalidade e elegantes, ao mesmo tempo, são os produtos da casa.

A Ócio pertence ao casal Andiara Pacco e Rodrigo Bentodoada, e surgiu no meio da pandemia de covid-19 “para transformar em arte a potência criativa que o momento represou”, definem. Eles já tinham gosto pela madeira e habilidade com trabalhos manuais com acessórios.

É possível encontrar as biojoias na Feira O Balaio, no Bairro Vila Progresso, e de maneira fixa na loja colaborativa Como Se Llhama, no Bairro Cohafaba III, que também tem site.

Veja as peças em destaque:

Você conhece mais opções para entrar nessa tendência em 2023? Fale com o MidiaMAIS!

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.