Chegam os finais de semana e já bate a vontade de fazer viagens tranquilas de contemplação da natureza. Contudo, nem sempre é fácil, programar idas aos destinos mais distantes, normalmente visitados em feriados prolongados como Bonito e Bodoquena.

Porém, não muito longe do centro da Capital, existem vários atrativos turísticos encantadores, que revelam ainda mais outro lado das belezas da Cidade Morena – isso sem falar em destinos praticamente vizinhos a Campo Grande que podem facilmente entrar no roteiro de uma viagem bate-volta e entregar momentos inesquecíveis de descanso e lazer com família e amigos.

Na última segunda-feira (28), a Prefeitura detalhou o projeto do Parque Turístico Municipal de Campo Grande, na Cachoeira do Céuzinho, previsto para ser inaugurado em 2024.

Enquanto a nova opção de lazer não é concluída, que tal se planejar para curtir o fim de semana em belos destinos, bem próximos de Campo Grande? Veja as opções que o Jornal Midiamax separou para você.

Vale do Inferninho

Um destino bastante conhecido entre os campo-grandenses para se refrescar e fazer trilhas, a Cachoeira do Inferninho é de fácil acesso e proporciona uma vista encantadora entre a mata preservada. Com mais de 30 metros, o ponto turístico fica distante 5 km de Campo Grande, partindo da sede do Detran-MS, bem próximo ao Céuzinho.

Usina do Ceroula

Na mesma rota do Vale do Inferninho e da Cachoeira do Céuzinho, a Usina do Ceroula, conhecida como usina abandonada, é o destino ideal para quem gosta de escalada, trilhas e contato com a natureza.

Lá, os visitantes também têm acesso às ruínas da primeira usina hidrelétrica de Campo Grande, construída em 1920. O ponto turístico fica na saída para Rochedo, também próximo ao Detran-MS.

Focado no turismo ecológico, Parque das Cachoeiras deve ser lançado em  setembro em Campo Grande
Usina do Ceroula. (Arquivo/Jornal Midiamax)

Morro do Ernesto

Se você gosta de se aventurar, com certeza já ouviu falar no Morro do Ernesto. A atração fica na fazenda Córrego Limpo, na região do Inferninho. Para chegar até a sede da fazenda, é só pegar a MS-080, saída de Rochedo.

Lá, além de fazer a trilha no Morro, os visitantes também podem desfrutar de um banho tranquilo no rio, que percorre a propriedade. Considerado um dos pontos ideais para visualizar o pôr-do-sol encantador de Mato Grosso do Sul, o trajeto de subida no Morro é bem íngreme, com vários obstáculos naturais. Vá preparado com proteção solar, água, roupas confortáveis e muita disposição.

Base da Cachoeira do Rio do Peixe em Rio Negro (Foto: Ranziel Oliveira / Estrada Alternativa)

Cachoeira do Rio do Peixe

Com morros imponentes e cenários de contemplação à fauna e flora do estado, o trajeto de Campo Grande até a Cachoeira do Rio do Peixe leva pouco mais de 2h. Conhecida também como a cachoeira de Fala Verdade, o ponto turístico fica 20 km da área urbana de Rio Negro.

Com uma queda de água surpreendente, de aproximadamente 70 metros, após fazer uma pequena e cautelosa trilha, os turistas podem se esbaldar em um banho tranquilo, na queda d’água.

Morro do Paxixi

Localizado a cerca de 150 km de Campo Grande, no distrito de Camisão, que pertence à Aquidauana, o Morro do Paxixi é um destino muito procurado por quem procura contato com a natureza e muita aventura. Até lá, todo o trajeto surpreende com as belas da fauna e flora.

Para chegar até o mirante do Morro, diferente do Ernesto que todo o trajeto é feito a pé, no Paxixi você pode ir com seu veículo. Em dado momento, será necessário estacionar e seguir andando, mas esse trajeto é curto e tranquilo.

(Foto: Ranziel Oliveira / Arquivo Pessoal)

Cachoeira Los Pagos

Mato Grosso do Sul, cachoeiras, balneários, rios e acampar
Cachoeira Los Pagos em São Gabriel do Oeste (Foto: Ranziel Oliveira / Arquivo Pessoal)

Em São Gabriel do Oeste está a cachoeira Los Pagos, destino ideal para quem gosta de adrenalina e contato com a natureza, distante 140 km de Campo Grande.

Com acesso fácil às duas primeiras quedas, para quem quer vislumbrar a cachoeira principal, é necessário um pouco mais de preparo físico, devido os obstáculos naturais que a trilha vai oferecer.

Dependendo o ritmo da caminhada, o percurso até a cachoeira pode demorar 40 minutos, mas a recompensa vem com uma paisagem exuberante.

Cachoeira de Furnas do Dionísio

Para quem quer conhecer a beleza de Furnas do Dionísio, comunidade quilombola que fica em Jaraguari, precisa percorrer um trajeto de apenas 40 km da capital. Lá, a paisagem exuberante é composta por morros e cachoeiras, que propiciam também uma trilha imersa na vegetação, para quem busca aventura.

Furnas do Dionísio é paraíso natural
Furnas do Dionísio é paraíso natural (Foto: Leonardo de França/Jornal Midiamax)