Só um super-herói mesmo para começar a combater, de fato, as “blasfêmias” cometidas contra Mato Grosso do Sul. Frequentemente confundido com Mato Grosso e com a cultura “rechaçada” por aí, MS agora tem um vingador pantaneiro, que promete “destruir” quem se atreva a pisar em falso com o Estado.

O personagem de humor, com tom justiceiro, é uma criação do comediante Higor Alexandre, do bairro Nova Lima, em Campo Grande. Atento às injustiças e às situações que deixam qualquer sul-mato-grossense furioso, o campo-grandense veste sua camiseta com a bandeira de Mato Grosso do Sul, pega um tereré em guampa de chifre, uma garrafa de Velho Barreiro para servir a bebida, um berrante como arma, e sai por aí fazendo “justiça”. Ele também usa a famosa manopla com as joias do infinito, do vilão Thanos, da Marvel, de onde veio a inspiração.

“Sempre gostei de super-heróis, principalmente do universo Marvel. Estava assistindo o Homem Aranha Sem Volta para Casa quando tive um insight: e se tivesse um super-herói sul-mato-grossense?”, conta Higor.

Berrante é a arma do Vingador Pantaneiro – (Fotos: Arquivo Pessoal)

Conforme o criador do justiceiro de MS, tudo foi muito rápido. Algumas coisas foram pensadas, outras improvisadas, partindo sempre do princípio de como esse personagem representaria o Estado e as pessoas. “Sempre com muita referência dos super-heróis Marvel, fui juntando tudo que tinha disponível que lembrasse nossa cultura. A trilha sonora é dos vingadores na viola, uso um berrante de arma, chapéu e o tereré rústico”, explica ele ao MidiaMAIS.

Em vídeos divertidos, o humorista caracterizado decide agir. O primeiro teve o Centro de Belas Artes — icônico elefante branco de Campo Grande — como cenário. Lá, ele “se vingou” de André Marques por ter cuspido tereré, e do jornalista César Tralli, por ter dito que a cidade Ribas do Rio Pardo fica em Mato Grosso.

“A edição sou eu mesmo que faço, não é a nível profissional, mas, por se tratar de um personagem cômico, o pessoal até gosta do amadorismo em alguns detalhes”, afirma Higor.

Tereré com Velho Barreiro é marca registrada de Higor Alexandre – (Fotos: Arquivo Pessoal)

Superpoderes do Vingador Pantaneiro

Assim como a caracterização e suas armas, os poderes do vingador pantaneiro também têm um “quê” sul-mato-grossense. “Além das Joias do Infinito, ele faz invocação de tereré: basta esticar o braço que a guampa vem até ele, que ganha uma superforça quando toma uma cuiada da tradicional bebida. O berrante tem o poder de parar o tempo. Sua fraqueza é o tereré com suco”, revela o criador ao Midiamax.

“O vingador pantaneiro combate todas as blasfêmias cometidas contra MS, seja errando o nome do Estado ou menosprezando nossa cultura. Ele sempre vai estar lá para levantar nossa bandeira”, dispara.

Vingador Pantaneiro está fazendo sucesso nas redes sociais – (Fotos: Arquivo Pessoal)

E o material e a criatividade não param… “Estou numa fase que não me limito criativamente. Tudo que me vem à cabeça eu boto pra fora, tenho muito carinho por tudo que faço e não me apego tanto sobre o que vão pensar. Pretendo explorar muito o vingador ainda, quando alguém cometer uma gafe sobre MS e até em esquetes com outros ‘personagens locais'”, conta Higor.

Confira um vídeo do vingador:

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, o sigilo é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.