Que as sucuris costumam se relacionar com vários machos durante o acasalamento da espécie todo mundo já sabe, mas é importante destacar que as onças também se dão o direito de fazer “amor” com quantos parceiros quiserem. Porém, a diferença é que as sucuris copulam com os machos ao mesmo tempo, que se revezam no processo, já as onças curtem um de cada vez.

Essas rainhas do pantanal também são donas de si e acasalam sem pudores, como manda o reino animal. Elas não estão nem um pouco preocupadas com a opinião de ninguém. Por isso, os flagras de sexo destas espécies têm sido cada vez mais comuns.

Onça acasalou com 5

Um desses momentos foi registrado pelo biólogo Gustavo Gaspari, no Pantanal Jaguar Camp, região de Porto Jofre, na divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ao compartilhar as imagens do acasalamento, o profissional revelou que a fêmea acasalou com 5 machos em menos de um mês.

“O ‘amor’ (reprodução) no mundo das onças-pintadas é um pouco violento, mas é muito interessante observar o comportamento do casal durante seus momentos juntos. É uma mistura de amor com selvageria hahaha, rola uma troca de olhares e interesses, uma guerra para garantir que seus genes sigam em diante nessa vida louca”, escreveu Gaspari na legenda.

Fêmea pode engravidar de mais de um macho

Com a observação da espécie reproduzindo, o biólogo e fotógrafo conseguiu registrar detalhes valiosos. “No período em que estive no pantanal, observei o ‘casal’ junto em três oportunidades, com intervalo de 25 dias entre os eventos. Nesse tempo, a fêmea (Ibaca) copulou (fez amor) com 5 machos diferentes, dentre eles está o Xingu, macho da foto”, conta Gustavo.

Ao Jornal Midiamax, o responsável pelos registros comenta sobre a reprodução dessa espécie. “As fêmeas têm um período reprodutivo de mais ou menos duas semanas e nesse período elas podem ter contato com mais de um macho. Elas podem copular com um macho por dois, três dias, que seja, uma semana, e depois troca de macho”, explica.

E o mais interessante é que sim, em meio a um acasalamento com machos variados, uma mãe pode dar à luz a filhotinhos de papais diferentes. “Mais de um macho pode copular com a mesma fêmea durante esse período reprodutivo. E nisso as fêmeas podem engravidar de mais de um macho, ou seja, elas podem ter dois filhotes numa cria e ser cada um de um pai diferente. É um negócio bem interessante”, conclui Gustavo.

Sucuri ninfomaníaca

Ibaca, a onça que acasalou com 5 em 25 dias superou Vovózona, a sucuri ninfomaníaca que viralizou após acasalar com 4 machos durante o outono, em Bonito, Mato Grosso do Sul.

O período de reprodução das sucuris-verdes ocorre todo ano no outono brasileiro e o último acasalamento grupal de Vovózona terminou no início de outubro. Portanto, a serpente reconhecida por suas “orgias” já está há um mês sem “praticar”.

onças Vovózona agora é chamada de "ninfomaníaca" após repercussão de seus acasalamentos grupais - (Foto: Reprodução/Terra da Sucuri)
Vovózona agora é chamada de “ninfomaníaca” após repercussão de seus acasalamentos grupais – (Foto: Reprodução/Terra da Sucuri)

De acordo com Daniel De Granville, biólogo especialista na espécie, o acasalamento de sucuris dura semanas, podendo chegar tranquilamente a um mês, e os machos se revezam no processo com uma única fêmea.

Agora, a cobra está grávida e vai gerar seus filhotinhos pelos próximos 7 meses, até dar à luz. Com a barriga cheia de bebês, a sucuri foi flagrada descansando e já se movimentando de forma mais lenta em seu habitat, no Rio Formoso, em Bonito.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.