A última festa que o Breno participou não tem nem 10 dias e era a de Halloween, em Paranaíba, a 407 km de Campo Grande. Enquanto muitos usavam fantasias, o garoto improvisou e pegou a bengala do avô, dizendo que era um “mago com cajado”. Só que, ao menos na família, isto impressionou um total de “zero pessoas”, principalmente porque todo mundo sabe o quanto ele é apaixonado por antiguidades e relíquias.

Alguns dos itens que Breno coleciona em Paranaíba. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal
Alguns dos itens que Breno coleciona em Paranaíba. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal

“Ele ama tudo o que é antigo. Esparrama tudo na mesa e brinca horas, se diverte mesmo, criando histórias. Ao invés de brinquedos caros, são as relíquias do avô e o berrante que fascinam o Breno”, contou ao MidiaMAIS a mãe, a engenheira civil e decoradora, Lívia Ferraz Agi Mendes, de 44 anos.

Atualmente Bruno tem nove anos e divide a rotina de estudos e cursos com facas, dinheiro, moeda e outras raridades. “Ele ganhou algumas coisas do avô e foi pegando gosto, até que meu pai foi dando tudo pra ele. Engraçado que não é só coisas antigas. O Breno ama conversar com gente mais velha, ouvir histórias. Ele é uma figuraça”, comentou.

Breno brincando com os objetos antigos que coleciona. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal
Breno brincando com os objetos antigos que coleciona. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal

Quando as visitas chegam, Lívia conta que o filho faz questão de mostrar “item por item”. “Ele é super organizado com a rotina dele. Vai lá, mostra as coleções e está sempre organizando tudo. Quando ele era bem pequeninho, já abria os braços quando via alguém mais antigo. A minha avó, de 101 anos, faleceu semana passada e deixou muita saudade. Ele era apaixonado por ela”, argumentou.

Entre as raridades, a mãe conta que Breno possui uma faca de 1950, que tinha sido do bisavô dele, além de um canivete Corneta original, com ao menos 60 anos.

Breno tem o avô como inspiração; ele também ama tocar berrante. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal
Breno tem o avô como inspiração; ele também ama tocar berrante. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal

“Engraçado que tenho outro menino mais velho, de 12 anos. Ele não gosta nada destes objetos e ainda faz piada do irmão. O Breno também gosta muito de animais, principalmente cães e cavalos”, comentou.

Além do fascínio pelo antigo, outra coisa que chama a atenção no comportamento do garoto é a paixão por um antigo berrante. “O avô dele sempre foi um grande incentivo. Ele gosta do berrante assim como o avô e está sempre tocando lá em casa”, finalizou a mãe.

Breno ao lado dos pais e do irmão mais velho. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal
Breno ao lado dos pais e do irmão mais velho. Foto: Lívia Ferraz/Arquivo Pessoal

Leia também:

Quer ver raridades? Gilberto tem mais de 50 rádios e até quadro original de ex-presidente

Conhece alguém apaixonado por antiguidades também? Conte pra gente!

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.