MidiaMAIS

Circo do Mato leva arte circense a vilarejos perto de Campo Grande

Grupo escolheu espetáculo ‘Um Pé de Circo’ para circulação

Carol Alencar Publicado em 15/04/2015, às 18h10

None
um_pe_de_circo_em_terenos_-_foto_laila_pulcherio_5_1.jpg

Grupo escolheu espetáculo ‘Um Pé de Circo’ para circulação

Oito municípios de Mato Grosso do Sul terão o privilégio de acompanharem o espetáculo ‘Um Pé de Circo’, do Circo do Mato. As apresentações itinerantes fazem parte do projeto Entorno do Centro, que tem como objetivo fomentar a arte, através do teatro, para distritos e vilarejos da região centro do Estado. O projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo 2013.

A circulação, que iniciou no último dia 5 de abril, em Rochedinho, passou por Indubrasil, no dia 6, Terenos no dia 11, Anhanduí, no dia 12 e chega até Rochedo, neste sábado (18), Corguinho (19), Fala Verdade (20) e Piraputanga (26).

De acordo com o ator Mauro Guimarães, as cidadezinhas escolhidas foram contempladas por serem de pequeno porte e estarem próximas a Capital, o que as aproxima e ao mesmo tempo, as excluem de algumas ações artístico-culturais. Uma vez que o grupo, que completou 10 anos de circulação ano passado e viajou por mais de sete países da América Latina, sentiu-se na obrigação de propiciar o acesso a arte para as comunidades vizinhas.

“Todas as vezes que questionamos a Fundação de Cultura do Estado, sobre levar arte e cultura até essas cidadezinhas, o argumento foi que, por serem perto da capital, os moradores teriam como vir até a Capital para desfrutarem de um show, espetáculo, etc… mas não foi bem isso que vimos, porque nas últimas apresentações, tínhamos um publico de 1 anos até 89 anos que, consequentemente, não teriam condições de saírem de suas casas, mas que se sentiram confortáveis e acolhidos com um espetáculo ali, na praça central da sua cidade”, explica Mauro.

Espetáculo

Um espetáculo de circo-teatro que narra a estória do Zé, um menino que é transportado por seres da natureza do mundo real para um mundo fantástico. Chegando lá ele conhece o Sr. De Grille Cri-Cri que lhe apresentará um  desafio: encontrar a semente vermelha que o transformará para sempre!

Ao todo são 20 personagens representados por 10 artistas que cantam, atuam e desenvolvem números circenses, todo processo foi produzido de forma colaborativa, o que às vezes, é mais difícil e demanda mais tempo, mas foi uma opção do grupo para que o elenco tivesse a oportunidade de vivenciar todo o processo de montagem da forma mais participativa possível, seguindo a linha de trabalho do Circo do Mato e mantendo a junção circo/teatro ou teatro/circo da forma mais orgânica possível.

Mais informações pelo telefone (67) 9912-1420.

Jornal Midiamax