O PPS vai ingressar com representação na Procuradoria Geral da República (PGR) contra o ministro do Turismo, Pedro Novais, por crime se prevaricação. De acordo com nota enviada pelo partido, “na ação o PPS irá argumentar que ele tinha informações sobre um esquema de corrupção na pasta e não tomou nenhuma providência para estancar o desvio de dinheiro público”.

“O ministro, no mínimo, prevaricou. Ao ser informado sobre as irregularidades sequer pediu a abertura de processo administrativo. Vamos acionar a PGR para apurar a sua conduta”, adianta o líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno (PR), que vai protocolar o pedido na próxima semana.

Ainda de acordo com o PPS, reportagens divulgadas pela imprensa neste final de semana apontam para a ligação de Pedro Novais com irregularidades na pasta do Turismo. “Acho difícil o ministro manter a alegação de que não sabia de nada”, diz Bueno.