O Botafogo recebeu o , pela 9ª rodada da Taça Guanabara, no Engenhão, mas não fez valer o mando de campo e saiu derrotado por 4 a 2. Galdames, Piton e Vegetti (duas vezes) marcaram para o Vasco, enquanto os gols do Botafogo foram de Eduardo. Com a vitória, o cruzmaltino chega aos 16 pontos e entra no G-4 do Carioca. Já o Botafogo estaciona nos 14 pontos e fica em situação complicada faltando apenas duas rodadas para o do campeonato.

O jogo começou quente e com um lance polêmico: aos 2 minutos, Victor Sá recebeu no bico da grande área pela esquerda e fez tabela com Tchê Tchê, ficando cara a cara com o goleiro Léo , batendo cruzado na saída, mas o VAR assinalou impedimento milimétrico do atacante do Botafogo. Com o susto, o Vasco procurou sair para o jogo e a partica ficou aberta, com franca pressão de ambos os times.

Mas quem criava as chances mais perigosas era o Botafogo. E em uma delas, Eduardo foi feliz para abrir o placar com um golaço, aos 20 minutos. O meia recebeu na intermediária, avançou e tocou para Tiquinho, que fez o pivô e rolou de forma açucarada para o camisa 33, que bateu de primeira, no ângulo esquerdo de Léo Jardim, para fazer o primeiro do jogo.

Dependendo da habilidade de Payet, o Vasco chegava com perigo quando o camisa 10 tinha espaço para criar. E 7 minutos depois do gol do Botafogo, o francês recebeu sozinho na intermediária, viu a infiltração de Galdames e deu um passe espetacular de trivela para o volante chileno, que matou no peito com categoria, mas chutou fraco. Gatito faz a defesa parcial e a bola sobra para o camisa 27 do Vasco completar para o gol vazio. Era o gol de empate do Vasco.

E logo no reinício de jogo, o Botafogo cochilou e o time do Vasco conseguiu a virada. Após troca de passes, Lucas Piton é acionado na esquerda e toca para David, recebe de volta do atacante, invade a área e bate cruzado com o bico da chuteira para fazer 2 a 1. O Botafogo não tinha alternativa a não ser ir para cima e conseguiu chegar com perigo. Mas aos 20 minutos, veio o balde de água fria.

Paulo Henrique aproveitou erro de passe da defesa do Vasco, roubou a bola e foi agarrado pelo lateral Hugo no bico da área. Foi o suficiente para o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães marcar pênalti para o Vasco, que o argentino Vegetti converteu com categoria.

E aos 37 minutos, o Botafogo sofreu mais um golpe com requintes de crueldade. Pumita Rodríguez recebeu aberto na direita e cruzou para Vegetti, na primeira trave, se jogar para completar para o gol, o quarto do Vasco. Mas antes, a bola bateu no travessão, voltou nas costas de Gatito Fernández e entrou lentamente.

O Botafogo ainda conseguiu diminuir três minutos depois, novamente com Eduardo, emendando uma belíssima bicicleta no ângulo esquerdo de Léo Jardim após pegar a sobra do escanteio. Mas não foi suficiente para evitar a derrota.

Com o resultado, o Vasco sobe para a 3ª posição na tabela, com 16 pontos – os quatro primeiros passam para as semifinais do Carioca. Na sequência do campeonato, o cruzmaltino ainda enfrenta Volta Redonda e Portuguesa na reta da Taça Guanabara, mas terá um desfalque importante: o lateral Paulo Henrique, muito acionado no clássico, recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão contra o Volta Redonda.

Já o Botafogo permanece com 14 pontos e fica na 5ª colocação e pega o lanterna Audax na próxima rodada, enfrentando o líder Fluminense no último jogo da fase de grupos. Se perder, pode ficar de fora do quadrangular final.