Juazeirense surpreende e derruba o Vasco nos pênaltis na Copa do Brasil

O clube carioca, agora, se dedicará apenas ao Carioca e à Série B do Brasileiro
| 10/03/2022
- 04:32
Assessoria/Vasco
Assessoria/Vasco

A zebra deu as caras diante de mais um gigante do futebol nacional na cidade baiana de Juazeiro, na região norte da Bahia. Depois de empatar por 1 a 1 com o no tempo normal, o Juazeirense ganhou a disputa nos pênaltis, por 4 a 2, e avançou à terceira fase da , nesta quarta-feira à noite, no estádio Adauto Moraes. O clube carioca, agora, se dedicará apenas ao Carioca e à Série B do Brasileiro, onde vai tentar voltar à elite.

Tudo parecia caminhar bem para os vascaínos, que abriram o placar logo aos cinco minutos, com Bruno Nazário. Nenê cobrou falta na esquerda, acionando Gabriel Pec pelo lado esquerdo. Ele cruzou na área e Bruno Nazário apareceu na frente dos marcadores para mandar de chapa para as redes.

Mas, o valente time baiano não se abalou e passou a incomodar o goleiro Thiago Rodrigues, que fez uma grande defesa em cabeçada de Neto Baiano. O empate saiu com Nildo Petrolina aos 34 minutos Dadinha cruzou, Anicete não alcançou, porém a bola sobrou para chute forte de Nildo, igualando o marcador.

No segundo tempo, o Vasco se acomodou, acreditando que poderia chegar à vitória a qualquer momento. De outro lado, o Juazeirense não descuidou da marcação, com medo de ficar atrás no placar e não se recuperar. No final, o empate acabou sendo justo.

Nas penalidades, a certeza de que Nenê acertaria acabou frustrada quando ele tomou muita distância e cantou o lado direito para Rodrigo Galaça, que espalmou. Clébson, Wendell, Ian Augusto e Nildo Petrolina marcaram para o time da casa, enquanto Yuri e Raniel acertaram para os visitantes. No quarto pênalti vascaíno, Anderson Conceição chutou fraco e permitiu nova defesa de Galaça. Final inesperado para o Vasco: 4 a 2 e festa total do time baiano no estádio Adautão.

O Vasco agora vai se concentrar no Carioca. No próximo domingo enfrenta o Resende, às 16h, em São Januário, pela última rodada da Taça Guanabara. Também no domingo, às 16h, o Juazeirense recebe o Atlético-BA pelo Baianão, onde só tem uma vitória, 29% de aproveitamento e corre o risco de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

JUAZEIRENSE 1 (4) X (2) 1 VASCO

JUAZEIRENSE - Rodrigo Calaça; Dadinha (Guilherme), Eduardo (Rodolfo Manoel), Wendell e Nildo; Patrik, Waguinho e Clébson; Deysinho (Nixon), Neto Baiano (Dênis) e Willian Anicete (Ian Augusto). Técnico: Barbosinha.

VASCO - Thiago Rodrigues; Weverton, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel (Yuri), Juninho (Luiz Henrique), Gabriel Pec (Getúlio) e Nenê; Bruno Nazário (Figueiredo) e Raniel. Técnico: Zé Ricardo.

GOLS - Bruno Nazário, aos cinco, e Nildo, aos 34 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior (PR).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme, Clébson e Wendell (Juazeirense); Nenê e Raniel (Vasco).

RENDA E PÚBLICO Não divulgados.

LOCAL - Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA).

 

 

Veja também

Náutico precisava da derrota do União para levar o título inédito, mas Tricolor venceu com 5 gols

Últimas notícias