A corrida para estudantes interessados em uma vaga na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) começa nesta segunda-feira (4), com a abertura das inscrições para o Passe (Programa de Avaliação Seriada Seletiva) e vestibular comum da instituição.

O período de inscrição segue aberto até 16 de novembro pelo site ingresso.ufms.br. A Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Educação) é responsável pelo processo seletivo. Ao abrir o site, o candidato é direcionado para o formulário de inscrição, onde deve inserir os dados pessoais, escolher o local da prova e o curso almejado.

Nesta edição, o candidato pode mudar, conforme a vigência das fases do edital, o local da prova e o curso pretendido. Ao todo, são 10,5 mil oportunidades, divididas em 125 cursos, on-line e presencial, distribuídos em Campo Grande, Aquidauana, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas.

Apesar de não ter polo em Dourados, a UFMS criou uma parceria com a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), que irá ceder um espaço para aplicação da prova aos candidatos da região.

Três tipos de seleção

O Vestibular UFMS contém o maior número de vagas entre os editais similares – ao todo são 7.376. O conteúdo programático da seleção já foi publicado e deve abordar: linguagens e suas tecnologias, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e a redação. São 60 questões de múltipla escolha.

Nesta modalidade, podem se inscrever o participante treineiro, aquele que não concorre a uma vaga e apenas aplica a prova como teste, assim como o aluno que terminou o ensino médio e busca ingressar na universidade. As avaliações serão em formato presencial e on-line.

A ficha de inscrição pede os dados pessoais, o curso desejado e o local que pretende fazer a prova. A taxa de inscrição é de R$ 100. Os candidatos que se enquadram nos critérios de isenção, devem solicitar de 4 de setembro a 10 de outubro.

O certame conta com matrículas reservadas por cotas para indígenas, pessoas pretas ou pardas e PcD (Pessoa com Deficiência), que devem comprovar a condição no ato da inscrição. A prova será aplicada no dia 3 de dezembro, com cinco horas de duração. Clique aqui e confira o modelo da última prova aplicada.

O Passe é a segunda chance de ingressar na universidade pública. As provas acontecem no dia 10 de dezembro, com conteúdo programático adaptado ao novo ensino médio. São 1.080 vagas para estudantes do ensino médio, dividido em três etapas:

  • 1º etapa – Os estudantes concluintes do 1º ano do ensino médio regular ou do 2º ano do ensino médio técnico com duração de 4 anos.
  • 2º etapa – Os estudantes concluintes do 2º ano do ensino médio regular ou do 3º ano do ensino médio técnico com duração de 4 anos.
  • 3º etapa – Os estudantes concluintes do 3º ano do ensino médio regular ou do 4º ano do ensino médio técnico com duração de 4 anos.

A prova também contém 60 questões e redação. O conteúdo programático vigente até 2025 avalia: língua portuguesa, inglês, matemática, ciências biológicas e ciências humanas. Clique aqui e confira as últimas provas aplicadas.

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) está em andamento, com chamadas de inscritos e lista de espera. O processo seletivo é informatizado pelo MEC. São 2.074 vagas para a UFMS.

Os candidatos serão classificados na ordem decrescente da nota final, de acordo com a modalidade de concorrência, a ampla concorrência ou cotas, que são selecionadas na inscrição. Os aprovados, dentro do limite de vagas, serão convocados para matrícula.

Novas seleções sem prova didática

A UFMS anunciou novas modalidades de ingresso sem a necessidade de provas didáticas, mas de títulos por candidatos com reconhecimento em Olimpíadas do Conhecimento. A previsão é que em novembro o edital seja divulgado.

O currículo será a chave de entrada, alunos que participaram de competições com desempenho reconhecido em Olimpíadas ou outras competições do conhecimento em anos podem ingressar na universidade.

Serão 105 bolsas para medalhistas em Olimpíadas de conhecimento e 105 para atletas de alto rendimento. O reitor Marcelo Turine diz que estão definindo junto ao MEC quais cursos podem ser oferecidos na modalidade de incentivo.

Concorrência

O curso mais concorrido da UFMS continua sendo medicina, para Campo Grande uma única vaga é disputada por 79 candidatos e 53 por vaga em Três Lagoas.

  • Psicologia em Campo Grande – 22 candidatos/vaga
  • Veterinária em Campo Grande – 19 candidatos/vaga
  • Direito em Campo Grande – 18 candidatos/ vaga

Dois novos cursos foram inclusos na grade, de ciências biológicas no polo de Três Lagoas e pedagogia intercultural indígena de Aquidauana. Foi mantido o curso de medicina veterinária em Paranaíba, além dos cursos em formato EaD (Ensino a Distância), como de licenciatura em história, letras, pedagogia e áreas da tecnologia.

Plano de estudo

Para muitos estudantes, a redação é um “bicho de sete-cabeças”, uma das etapas mais complicadas do exame. A Fapec publicou o livro “Texto dissertativo-argumentativo: construções e articulações”, como método de aprendizagem para a redação. O conteúdo está disponível neste link.

Foram selecionadas 16 redações, que contribuirão para que os candidatos entendam a construção de um bom texto. É um planejamento futuro ter a versão impressa. A avaliação é composta por 60 questões objetivas de múltipla escolha e redação.