O bom desempenho da economia de Mato Grosso do Sul ficou visível mais uma vez nos números de abertura de empresas. Em janeiro de 2023 foram constituídas 744 empresas, sendo 10,4% superior ao resultado do mesmo mês de 2022. Os dados são da Jucems (Junta Comercial de MS).

Na distribuição por setores da economia, os Serviços responderam por 73,39% do total de empresas abertas em janeiro (546), seguidos pelo (23,92%, ou 178 empresas) e Indústria (2,69%, totalizando 20 empresas).

Campo Grande lidera o ranking de abertura de empresas, com 298 novos cnpjs, seguido de Dourados (74), (34), (23), Naviraí e (19 cada), Chapadão do Sul, e Maracaju (16) e Paranaíba (15).

Em 2022 Mato Grosso do Sul registrou a abertura de 9.602 empresas, número 3,55% acima do registrado em 2021, quando 9.273 novas firmas foram abertas e que já era recorde. Medidas de incentivo e proteção dos negócios adotadas pelo Governo do Estado durante a pandemia auxiliaram na retomada do crescimento econômico.

O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), Jaime Verruck, pasta à qual a Jucems está vinculada, cita a dilatação dos prazos para pagamento de financiamentos e de impostos, tratativas com as empresas para manter os postos de trabalho, garantia de circulação das mercadorias, revisão de alíquotas, entre outras.