Após viajar aos Estados Unidos para cumprir agenda internacional na última quarta-feira (25), o governador (PSDB), comentou neste sábado (28) sobre a possibilidade de receber a instalação de mais indústrias.

À reportagem, o governador explicou que a agenda em Nova Iorque foi para reuniões com três empresas, sendo duas do setor de papel e celulose e a outra, de economia. As empresas planejam instalação no Estado e conversas ‘cara a cara’ aconteceram para detalhar o pacote de incentivo fiscal, e regramento ambiental de MS.

Apesar das tratativas estarem avançadas, o nome das indústrias ainda não foram revelados. “Todas pediram reserva. Como são empresas de capital aberto, não anunciamos quais são as empresas. Mas foram muito promissoras as conversas, está em bom andamento. Os empresários querem entender no Estado”, comentou Riedel.

Investimentos para MS

No mês de setembro, o tucano já havia viajado para os Estados Unidos, onde esteve em reuniões do com BIRD (Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento) e BID (Banco Interamericano do Desenvolvimento).

O governador falou sobre as reuniões com representantes do Banco Mundial, do BID e da Universidade de Columbia. Entre as pautas discutidas estavam o financiamento de projetos de infraestrutura e de proteção para o Pantanal.

Promovido pelo Lidse (Grupo de Líderes Empresariais), o Lide Brazil Development Forum levou painéis e discussões sobre temas como desenvolvimento sustentável, saneamento, energias renováveis, meio ambiente, saúde, educação e perspectivas econômicas.