Multinacional chilena vence leilão e será responsável pelo InfoVia Digital em MS

Estado irá repassar R$ 2,2 milhões mensais para a empresa
| 17/03/2022
- 20:12
Governador Reinaldo Azambuja e secretários
Governador Reinaldo Azambuja e secretários - Frame: Elias Luz

O Governo do Estado de já sabe qual será a empresa que vai implantar e desenvolver a Infovia Digital pelos próximos 30 anos. O “Consórcio Sonda”, multinacional de origem chilena e presente em 12 países, arrematou a Infovia de Mato Grosso do Sul pelo valor de R$ 2.290.000,00. Esse é o valor que o Governo do Estado vai desembolsar por mês pelos próximos 30 anos.

O leilão da Infovia foi comemorado pelo governador Reinaldo Azambuja e um time de secretários na tarde desta quinta-feira (17) na Bolsa de Valores de São Paulo – palco de leilão da Infovia Digital. O motivo: o deságio de 53,05% no valor da proposta. O valor de R$ 2,29 milhões, oficialmente denominado de contraprestação mensal, foi considerado bom pela equipe do Governo do Estado. Será um contrato com validade de 30 anos na modalidade PPP (Parceria Público-Privada) do tipo “Concessão Administrativa”, no qual o governo do Estado é o cliente.

gov sec sonda - Multinacional chilena vence leilão e será responsável pelo InfoVia Digital em MS
Governador Reinaldo Azambuja, secretários de Estado e diretores do Consórcio Sonda. Foto: Rédell Furtado Neres

 

A secretária especial de Parcerias Estratégicas, Eliane Detoni, comemorou o sucesso do leilão, afirmando que o “Consórcio Sonda” apresentou a melhor contraprestação pública para o Estado de Mato Grosso do Sul. “Será um serviço de transmissão de dados de alta capacidade e velocidade – tudo via fibra óptica”, disse Detoni. O coordenador do projeto Infovia Digital, Rédell Furtado, lembrou que foram cinco anos de planejamento até o dia do leilão. “O Estado de Mato Grosso do Sul vai acelerar o desenvolvimento”, destacou.

O governador Reinaldo Azambuja fez questão de frisar o quanto a Infovia Digital será importante para a população que ainda não tem acesso à internet, principalmente ao lembrar que haverá 129 praças públicas com o sinal wi-fi e rápido, com videomonitoramento. “Vamos interligar 1.500 unidades administrativas do Estado nos 79 municípios. Ao todo, serão implantados 6.950 km de rede de fibra óptica. Campo Grande terá um centro de operações de rede e serão instalados 15 mil ramais ip, que são sistemas de telefonia digital que utiliza o protocolo de internet para transmitir voz entre as unidades do Estado”, detalhou Azambuja.

gov entrevista - Multinacional chilena vence leilão e será responsável pelo InfoVia Digital em MS
Governador Reinaldo Azambuja durante entrevista coletiva. Foto: Chico Ribeiro

 

Outro trunfo do governador é trazer a iniciativa privada para essa conectividade mais rápida, diminuindo custos e proporcionando investimentos importantes. “Essa conectividade vai permitir que ganhemos tempo. Poderemos melhorar a prestação dos serviços ao cidadão e melhor ainda, avançaremos com programas e plataformas digitais, isso sem contar que poderemos ofertar ainda mais serviços públicos”, explicou Azambuja, que é um entusiasta da Infovia Digital.

Dados do governo do Estado mostram que a previsão de investimentos para a PPP, no período de 30 anos, será de R$ 887 milhões, dos quais R$ 306 milhões serão utilizados na implantação da infraestrutura e outros R$ 581 milhões serão destinados à operação e manutenção da mesma da Infovia Digital. Toda a estrutura deverá ser implantada em até dois anos. O objetivo do projeto é levar infraestrutura para os municípios, otimizar a disponibilidade de banda larga, impactando diretamente na melhoria da prestação dos serviços públicos. Essa implantação também deve diminuir custos com telecomunicações, aumentar a competitividade do Estado, além de promover a inclusão digital.

 

Veja também

Ritmo havia sido interrompido pela pandemia da covid.

Últimas notícias