Cotidiano / Economia

Apesar da pandemia, empreendedores abrem 45,5 mil empresas e batem recorde histórico em MS

Mato Grosso do Sul registrou a abertura de 45.515 empresas em 2020, conforme dados do Ministério da Economia. É o maior número de novos negócios formalizados desde o início da série histórica do governo federal, que inicia em 1929 – quando ainda nem havia sido criado MS. Conforme o relatório Mapa de Empresas, mesmo com […]

Gabriel Maymone Publicado em 04/02/2021, às 08h15 - Atualizado às 09h07

Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Mato Grosso do Sul registrou a abertura de 45.515 empresas em 2020, conforme dados do Ministério da Economia. É o maior número de novos negócios formalizados desde o início da série histórica do governo federal, que inicia em 1929 – quando ainda nem havia sido criado MS.

Conforme o relatório Mapa de Empresas, mesmo com a pandemia, que refletiu em crise econômica em todo o mundo, o número de empresas que fecharam as portas em 2020 foi menor que o registrado no ano anterior. Foram 12.571 no ano passado, contra 13.068 em 2019.

Assim, o saldo, que é resultado das empresas abertas e fechadas ficou positivo. Ou seja: são 32.944 negócios a mais ativos no Estado em 2020. O número é 12,6% maior que o saldo registrado em 2019, que foi de 29.232 novas empresas. Então, MS tem 277.204 CNPJs ativos.

No quesito sociedades limitadas, Mato Grosso do Sul foi o estado do país que teve maior percentual de novas empresas. Foram 5.483 sociedades limitadas abertas em 2020 (+53,3% em relação ao ano anterior).

Tempo total de abertura de empresas

Os dados revelam ainda o tempo total de abertura de novas empresas. Mato Grosso do Sul caiu 4 posições no ranking nacional, passando de 5º para 9º estado mais ágil para iniciar um novo negócio. O relatório indica que houve acréscimo médio de 11 horas para abrir uma empresa no Estado em 2020, assim, o tempo que um cidadão leva para formalizar seu empreendimento em MS é de 2 dias, em média.

No recorte municipal, Campo Grande também apresentou aumento no tempo para abrir uma empresa. O município estava em 6º entre as capitais mais rápidas, mas com acréscimo de 5 horas na duração para todos os trâmites, a cidade passa a figurar na 9ª posição entre as capitais.

Jornal Midiamax