Consumidores estão mais cautelosos

Pesquisa feita  pela CNC ( Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) aponta que famílias campo-grandenses  mantiveram estável o índice de endividamento em Abril, mas quando comparado com o mesmo período do ano passado, a pesquisa aponta que este índice baixou.

Em abril de 2014 eram 170.423 famílias endividadas, 68,7%, já para o mesmo período deste ano o índice baixou para 62,7%, num total de 155.598 famílias. A maioria dos endividados entrevistados tem como maior dívida cartão de crédito, que chega a 65,6%.

Já o segundo no ranking do endividamento são os ‘famosos’ carnês de crediário das lojas, com 24%, seguido por financiamento de veículos, com 13,7% e o crédito pessoal com 10%. Dentre os entrevistados 13% afirma que não terá condições de pagar totalmente a dívida, contra 38,8% que revela que só conseguirá pagar parcialmente a dívida.

 Segundo o presidente da /MS (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), Edison Araújo, as famílias estão fugindo de dívidas longas. “O consumidor está evitando parcelamentos longos e muitas dívidas”, afirma Edison.

Mas, mesmo fugindo de contas muito longas a pesquisa mostra que a inadimplência ainda é o grande vilão, o índice de inadimplência das famílias subiu de 29,3% para 30,6% de março para abril deste ano.