Campanha contra aftosa é lançada oficialmente em assentamento

Mato Grosso do Sul deve imunizar 19 milhões de bovinos 
| 05/05/2015
- 05:25
Campanha contra aftosa é lançada oficialmente em assentamento

Mato Grosso do Sul deve imunizar 19 milhões de bovinos 

Lembrando quase uma década do último foco de aftosa em Mato Grosso do Sul, registrado em 2006, o Governo do Estado lançou nesta segunda-feira (04), a vacinação contra a doença nas regiões do Planalto e do Pantanal. Os presidentes da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Nilton Pickler, e da Aprosoja – Associação dos Produtores de Soja de MS, Maurício Saito, estiveram presentes no ato de lançamento, realizado na sede do Assentamento Estrela, no município de Jaraguari, com a imunização simbólica de alguns animais do rebanho de 200 cabeças criadas pelos produtores familiares da região.

“Com a manutenção da nossa sanidade, vamos ter condições de alcançar novos mercados. Isso é responsabilidade de todos os produtores rurais (…). Não podemos comprometer o trabalho realizado ao longo desses dez anos”, ressaltou o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, antes de iniciar a vacinação. Azambuja destacou também a atual situação dos produtores familiares de Mato Grosso do Sul, após ouvir as demandas da Associação dos Produtores Rurais de Jaraguari. “A reforma agrária é muito mais que colocar a família dentro do lote. É preciso dar assistência técnica, organizar o sistema produtivo”.

Mato Grosso do Sul deve imunizar 19 milhões de bovinos este ano e assim manter o atual status de livre de aftosa com vacinação, obtido a partir de 2008. Para o presidente da Famasul, Nilton Pickler, o bom desempenho da vacinação  é resultado da força tarefa exercida por produtores rurais e o governo. “No auge do problema da aftosa, nosso Estado foi muito atingido. O trabalho desenvolvido pelo produtor rural de forma contínua foi o que levou nosso Estado ao reconhecimento que temos hoje”.

Segundo o diretor da Iagro – Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal, Luciano Shiyokita, o lançamento marca o início de um dos procedimentos mais importantes realizado na pecuária de corte. “Hoje temos regras cada vez mais rígidas, mercado e consumidores cada vez mais exigentes quando o assunto é sanidade animal. Para que consigamos manter o nosso atual status, é necessário que cada agente que compõe o faça a sua parte”.

Participaram também do lançamento oficial da campanha de vacinação contra o superintendente do Mapa – Ministério da Agricultura e Abastecimento de Mato Grosso do Sul Orlando Baez; o chefe-geral da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Cleber Oliveira; o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel; o prefeito de Jaraguari, Vagner Gomes Vilela, ‘Waguinho’ e o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, entre outros representantes políticos e do agronegócio.

Aftosa – A vacinação começou no dia 1º de abril na região de fronteira, onde o prazo final é dia 15 de maio e o registro no site da Iagro deve ocorrer até o dia 1º de junho. No Planalto, a vacinação iniciada hoje segue até 8 de junho, com registro até dia 23 de junho. No Pantanal, para os optantes da etapa de maio, iniciou no dia 4 e vai até o dia 17 de junho.

O calendário é diferenciado por determinação da Agência, resultado de estudos epidemiológicos das diferentes regiões produtoras. A mudança na vacinação da aftosa  para todo o rebanho do Planalto, passando de novembro para maio, ocorreu em  2012, atendendo demanda dos produtores e defendida pela Famasul, por ser este o período mais adequado para reunir e vacinar o rebanho das propriedades.

Calendário de vacinação de Mato Grosso do Su

Fronteira: de 1º de abril até 15 de maio

Planalto: de 4 de maio a 8 de junho

Pantanal: o produtor opta por vacinar no período de 4 de maio a 17 de junho ou de 1º novembro a 15 de dezembro

Veja também

A divulgação de dados econômicos fracos sobre a China provocou instabilidade no mercado financeiro de...

Últimas notícias