A de consumidores de chegou a 49% da população em agosto, mais que a média nacional – atualmente, em 43,8%. Os dados são do Mapa da Inadimplência e Renegociação de dívidas elaborado pela Serasa.

O percentual de Mato Grosso do Sul é o 6º maior do país e o segundo maior do Centro-Oeste. Nacionalmente, o lidera o ranking com 53,1% da população inadimplente. No Centro-Oeste, a maior inadimplência é do Mato Grosso, com 50,6%.

Conforme o documento da Serasa, bancos e cartões de crédito lideram representando 29,29% das dívidas, seguida das contas básicas, tais como água, luz e gás, com 24,4%; e financeiras, que representam 15,3%.

O perfil do inadimplente apontado pela Serasa é formado 50,4% por mulheres e 49,6% por homens. As dívidas de 35% da população são de pessoas entre 41 e 60 anos e 34,5% de pessoas entre 26 e 40 anos.

Renegociação de dívidas acima de 2022

Os dados da Serasa mostram ainda sobre a renegociação das dívidas, que em agosto ficou acima da média de 2022. Foram R$ 3,3 milhões em dívidas renegociadas em agosto deste ano, contra R$ 2,9 milhões no mesmo período do ano passado.

Em agosto, foram negociados R$ 48,4 milhões em dívidas do Mato Grosso do Sul por meio da Serasa. O montante é o menor entre os estados do Centro-Oeste, onde se destaca com renegociação de R$ 111 milhões em um mês.