Horas antes dos portões de um dos principais de locais de aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) abrir neste domingo (13), vendedores ambulantes já estavam a postos em Campo Grande. Quem levou alimentos conseguiu vender bem para os aplicadores do primeiro dia de provas.

É o caso da autônoma Paola de Oliveira, de 37 anos. Ela costuma vender sempre em locais de provas de concursos públicos e até em shows e não foi diferente hoje. 

Na Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), Paola levou água, chiclete, chocolate, refrigerante e salgado e não tinha mais o último item quando os portões abriram, às 11h.

“Acabou o salgado antes do portão abrir. Vendi tudo para o pessoal que aplica a prova”, contou. Para facilitar os dois lados, ela disponibilizou um QR Code para pagamento via Pix.

Até quem já ingressou em uma universidade não perdeu a oportunidade. A turma da estudante de Medicina Beatriz Açami, 24, se dividiu em diversos locais de prova para vender água e canetas.

“Devemos faturar uns R$ 1 mil”, frisou a jovem, que está no segundo semestre do curso na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Silvério Feitosa, de 50 anos, costumava vender em frente à faculdade Anhanguera, que este ano não foi um local de prova. Por isso, ele foi à Uniderp. “Tem mais alunos aqui, mas não vende melhor”, lamentou.

Outro que também não teve boas vendas foi Denilson Gonzaga, 55. Ele vendeu água, mas os lucros foram afetados pela ação de uma escola particular, que distribuiu gratuitamente. “É bom ter uma renda extra”, disse.

Provas divididas em dois dias

Neste domingo, quem se inscreveu para o Exame responderá questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da Redação, que todos os anos gera curiosidade e apreensão dos candidatos que tentam se preparar para vários temas possíveis.

Hoje são 40 questões de Língua Portuguesa, cinco de Língua Estrangeira (inglês ou espanhol, escolhida na inscrição) e 45 de Ciências Humanas. Além das questões objetivas, os estudantes farão a redação neste dia.

No próximo domingo (20) serão cobradas questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, assim como Matemática e suas Tecnologias.

Em Mato Grosso do Sul 43.590 se inscreveram no exame, sendo que em Campo Grande, 17.028 pessoas optaram pelo Enem impresso e outras 1.115 pelo digital, somando 18.143 inscritos.