A Fundação de Cultura divulgou nesta sexta-feira (2) a de regras para os foliões curtirem o Carnaval de rua em em 2024. Entre as principais definições está o que pode ou não levar nos espaços. O policiamento deste ano também será reforçado com 500 a 600 policiais militares por cada dia de .

No ano passado, entrar com o cooler era autorizado, entretanto, sem gelo. Segundo o comandante de policiamento metropolitano da Polícia Militar, coronel Emerson de Almeida, a folia anterior rendeu apenas sete encaminhamentos de ocorrências para delegacia, o que refletiu para afrouxar a permissão de levar gelo em cubos e raspado. Não será permitido gelo em barra. O cooler também estará liberado.

“Foi positivo nas cinco noites de Carnaval e serviu para rever as decisões desse ano. Pode levar gelo e cooler desde que não use para comércio, isso é indevido. A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) vai fiscalizar. Terá ambulantes autorizados”.

Pode levar

  • Cooler
  • Gelo em raspa ou em cubos
  • Bebidas em embalagem de plástico
  • Copos de plástico

Não pode

  • Gelo em barra
  • Garrafas de vidro
  • Copos de vidro
  • Objetos pontiagudos
  • Arma de fogo

Fechamento das vias

Os bloquinhos de rua começam no próximo sábado (2), na Praça Aquidauana. Segundo a organização, terá apenas um acesso pela Rua Aquidauana. Na Esplanada Ferroviária terá dois acessos pela Avenida Calógeras com Antônio Maria Coelho e outra na com a Rua 14 de Julho.

Segundo Almeida, o fechamento dos trechos servirá para dar mais segurança na vistoria, além de evitar acidentes de trânsito. Os pontos de entrada terão revista com apoio de segurança privada. “Reforçamos que não levem garrafas de vidro, pois será retido na entrada. A intenção é que tenhamos esse ano menos ocorrências do que 2023”.

coletiva
Coletiva de imprensa com apresentação das regras (Clayton Neves, Midiamax)

Dobro do efetivo

Almeida relata que atuaram no Carnaval passado 300 policiais divididos em turnos, sendo 150 durante a manhã e tarde e 150 na noite e madrugada. No Carnaval 2024, serão de 500 a 600 PMs por dia, divididos entre 250 e 300 por turno, além do efetivo da GCM (Guarda Civil Metropolitana).

“Recomendamos que a pessoa não vá com seu veículo por uma questão de segurança, não há estacionamento nas proximidades. Também se deve evitar dirigir depois de consumir álcool. Ano passado foram 120 autuados e recusas de bafômetro”.

Carnaval termina 23h

A festa começa cedo, por volta das 16h, e tem horário limitado até às 23h nos locais de folia. Os blocos já foram orientados que devem encerrar neste horário para esvaziar o espaço. Uma equipe da Solurb chega a 0h para fazer a limpeza.

“Tem moradores naquela região e o horário será limitado. Se a pessoa quiser se reunir e confraternizar mais para baixo, por exemplo, na Avenida Mato Grosso, pode. Vamos combater a baderna, briga e arruaça. Agora, o folião de bem que quiser fazer sua rodinha de amigos e curtir, pode usufruir do espaço”.

Mais de R$ 1 milhão de investimento

Mara Bethânia Gurgel, secretária de Turismo e Cultura de Campo Grande, detalha que há 14 blocos programados para os dias 9 e 13, com expectativa de maior público na Esplanada Ferroviária. A pasta repassou R$ 440 mil para a Lienca-CG (Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande), R$ 400 mil para a estrutura ao redor dos espaços e R$ 300 para custos em apoio ao setor de alimentação.

Os pontos de festa também estarão equipados com tendas de atendimento médico, para quem precisar de suporte ou “passar do ponto” na bebida, envolvendo enfermeiros, médicos, técnicos e macas.

“Nossa economia também pulsa no período de Carnaval e traz oportunidades de negócio para muita gente”, relata a secretária.

Edu Mendes, da Fundação de Cultura do Estado, conta que, além da Capital e , 17 cidades de Mato Grosso do Sul receberam suporte para a festança carnavalesca. Só para a Capital foram investidos R$ 1,2 milhão e R$ 800 mil para Corumbá, para Lienca e escolas de samba.

Também houve repasse de recursos de R$ 300 mil para a Cidade Branca e R$ 500 mil para Cidade Morena no apoio a estrutura dos eventos.