O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) renovou o alerta de intensidade da onda de calor para Mato Grosso do Sul. Nesta quarta-feira (20), a região enfrenta temperaturas 5°C acima da média histórica, com risco de morte por hipertermia, quando o corpo não consegue mais controlar a alta temperatura corporal.

Todos as 79 cidades estão no aviso, válido até as 18h de domingo (24). A meteorologia indica que cidades podem chegar ao recorde de calorão de 43 a 45°C nos próximos dias.

Segundo a meteorologista do Inmet, Helena Balbino, a massa de ar quente e seca acontece devido a um bloqueio atmosférico, que predomina principalmente em altos níveis de atmosfera e dificulta a entrada de frentes frias.

“A umidade e o calor provenientes da região mais equatorial permanecem na porção mais oeste da América do Sul. Em grande parte do Brasil, permanece essa bolha de ar quente e seco”, descreve.

Apesar de altas temperaturas ao longo do ano no Estado, o aviso vermelho indica grande perigo diante da temperatura, com alto risco de incêndios florestais e à saúde.

inmet
Monitoramento indica calor 5°C acima da média e tempestades (Inmet)

Tempestade

O aviso também coloca 24 municípios na previsão de tempestades isoladas ao longo do dia em: Amambai, Anaurilândia, Aral Moreira, Batayporã, Caarapó, Coronel Sapucaia, Eldorado, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Sete Quedas, Tacuru e Vicentina.

Há possibilidade de chuvas entre 12h e 0h desta quarta-feira. O aviso amarelo indica volume de 20 a 30 milímetros por hora ou 50 milímetros ao dia, acompanhando rajadas de vento de 40 a 60 km/h e eventual queda de granizo.

O Jornal Midiamax separou dicas para amenizar o impacto e mal-estar pelo calorão: