O Balneário Municipal Miguel Jorge Tabox, em , distante a 330 km de Campo Grande, não registrou nenhum ataque de piranhas no primeiro final de semana de reabertura para público e deve continuar operando definitivamente. Conforme repassado pela administração do local, os dias 14 e 15 seriam de avaliação para observar se não aconteceriam mais acidentes com os peixes. 

O espaço foi fechado em 5 de janeiro após registrar mais de 20 ataques de piranhas aos banhistas no mês de dezembro. O balneário fica às margens do e passou por uma limpeza com o uso de redes de arrasto por policiais ambientais, secretaria de meio-ambiente e pescadores profissionais para a captura dos peixes.

De acordo com a coordenadora do Balneário Municipal Miguel Jorge Tabox, Natália Leite, o final de semana não registrou nenhum acidente e foi considerado “bem família”. “Graças a Deus foi bem tranquilo. Ontem, no domingo, passaram mais de 500 pessoas desde a hora que abriu até o fechamento”, ela relembra. 

Conforme explica a coordenadora, os tinham ciência dos ataques de piranhas que ocorreram, mas a maioria optou por entrar mesmo assim na água. 

“Nós não temos como garantir 100% que não haverá nenhum incidente, pois estamos no habitat dos animais. O local está bem limpo e se ela se sentir confortável pode entrar”, conta Natália Leite.

A segunda-feira no balneário é reservada para uma geral, que inclui a entrada de um mergulhador na água para verificar a limpeza do local e a presença de peixes. “Esse final de semana superou as minhas expectativas. Fiquei surpresa pela quantidade de pessoas que passaram por aqui, elas elogiaram bastante a limpeza”, finaliza.