“Que a chuva venha para renovar a vida no ”, assim comemoram os empresários do setor de turismo após semanas de seca que impulsionaram os incêndios florestais na região do Pantanal. Na San Francisco Agro Ecoturismo, localizada próxima ao Rio Miranda, o fogo prejudicou os atendimentos e as hospedagens precisaram ser suspensas.

Carolina Coelho, diretora da Fazenda San Francisco, ressalta que a chuva de 45 mm registrada na noite de domingo (19) possibilitou que o fogo nas divisas da fazenda fosse apagado.

“Este fogo, apesar de muito violento, queimou uma parte pequena da fazenda, especialmente na mata ciliar do Rio Miranda, mas a partir de hoje os passeios de agro-ecoturismo estão ocorrendo normalmente”, afirma.

https://youtu.be/p368oaKZ_hs?feature=shared

Desde o início de novembro, o satélite de referência do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) detectou 1.663 focos ativos de queimadas em Mato Grosso do Sul. Em meio aos incêndios, as hospedagens e reservas na Fazenda precisaram ser suspensas na última sexta-feira (17), visto que as chamas haviam se alastrado por toda a região.

“Optamos por cancelar as reservas feitas em função do desconforto respiratório causado pela fumaça e fuligem dos incêndios. Desde sexta-feira, concentramos toda nossa força no combate ao fogo, que vinha passando de fazenda em fazenda até chegar aqui”, explica.

Chuva ameniza, mas Pantanal segue em chamas

pantanal
Combate das equipes persiste na região pantaneira (Reprodução, IHP)

Na manhã desta segunda-feira (20), equipes continuam o combate aos incêndios na região do Alto Pantanal, em Corumbá, a 425 quilômetros de Campo Grande. Conforme o IHP (Instituto Homem Pantaneiro), a chuva intensa não atingiu as áreas de difícil acesso e o trabalho de extinção do fogo precisou ser feito com mangueira de 270 metros em solo.

Às 9h da manhã, apenas um foco de incêndio seguia ativo no Pantanal, as chamas foram registradas no Porto Jofre em Mato Grosso.

Dados do Inpe mostram que os focos de incêndio registrados nos primeiros 15 dias de novembro superaram todo o mês de outubro. Em 2023, a região do Pantanal sul-mato-grossenses contabilizou 3.874 focos de incêndio. Somente nas últimas 48 horas foram contabilizados 76 focos de incêndio no Pantanal.

Três regiões foram as mais impactadas pelos incêndios florestais no Pantanal: o norte, próximo à divisa com o Mato Grosso (conhecida como Pantanal do Paiaguás), na região do Passo do Lontra e na região do Rio Negro.