A medida que os candidatos deixavam a sala, pairava sobre a maioria uma sensação de alívio ao conseguir fazer a primeira etapa do (Exame Nacional do Ensino Médio), neste domingo (5). Em um dos locais da aplicação da prova, na Uniderp, em Campo Grande, candidatos comentam que o tema da redação foi inesperado, mas garantem confiança ao dissertar sobre a “invisibilidade do cuidado realizado por mulheres no Brasil”.

Ana Leticia de Melo, 16 anos, está no último ano do ensino médio e diz que o tema tinha certo grau de dificuldade. Ela apostava em outros assuntos na redação, como a notoriedade da inteligência artificial ou agronegócio. “Fiquei nervosa, fui ao banheiro, respirei fundo e fiz a prova tranquilo. Quero ingressar arquitetura. Achei a prova interessante”, diz.

Ana Letícia ficou ansiosa com a prova (Henrique Arakaki, Midiamax)

Além da redação, os candidatos foram avaliados em questões de questões em linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias e língua estrangeira.

Já Eduardo Barros Baiz, de 15 anos, prestou o exame na modalidade de treineiro. O do 1° ano do ensino médio queria conhecer a avaliação antes da fase “para valer” na busca de vagas em universidades. “Não estava tão preocupado com a pontuação, fiz para ter uma ideia de como era”.

Paulo Gabriel da Silva, 18, também foi pego de surpresa com a temática, diz que não estava preparado, mas, no fim, gostou. “Era algo que não imaginava, [acho que] me sai bem na redação e nas demais questões. Estudei e estava preparado”, avalia.

(Henrique Arakaki, Midiamax)
Paulo Gabriel (Henrique Arakaki, Midiamax)

Luara Godoy, 23, trancou o curso de biomedicina, onde tinha bolsa de 70%. Com a pontuação nesta edição do Enem espera retomar os estudos. “Achei a prova fácil, achei que seria mais difícil”.

Confiante, Hudson Douglas da Cruz Silva, 28 anos, é técnico de enfermagem, mas que somar na carreira com novas formações, em direito ou enfermagem. “Vai depender da pontuação. Eu achei a prova razoável. Vim na fé e coragem, não estudei porque trabalho e não tive tempo. Até pensei em fazer um cursinho”, finaliza.

Tema deste ano

“Desafios no enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pelas mulheres no Brasil”, foi o tema escolhido para a redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2023. A informação foi divulgada neste domingo (5), pelo (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Neste primeiro dia de provas, mais de 3,9 milhões de candidatos realizam a redação e respondem às questões de linguagens e códigos e de ciências humanas. Em Mato Grosso do Sul, 47,4 mil estudantes encaram as provas do Enem e dão o primeiro grande passo para ingressar no Ensino Superior.

Saiba Mais