De raridade à rotina, ver uma pintada no Pantanal está mais fácil do que nunca. Em um único dia, o guia de Matheus Reis viu sete onças nas margens do rio Miranda, na região do Passo do Lontra.

Guia de pesca há cinco anos, ele contou ao Jornal Midiamax que é comum avistar uma onça, mas não tantas em um único dia. “Estava pescando com turista e ficamos surpresos ao ver sete onças durante o caminho. Como o Pantanal está seco, elas vêm até a margem do rio para beber água”, conta.

O caso ocorreu na terça-feira (2) na região do Passo do Lontra, município de . A pescaria aconteceu entre o Morro do Azeite e o local conhecido por laranjeiras.

Movimento atípico

Em julho, a ONG (Organização Não-Governamental) Ecoa divulgou um alerta sobre casos de onças que estariam se aproximando de comunidades ribeirinhas no Pantanal de Corumbá para se alimentar de animais domésticos. A situação pode ter relação com incêndios e a seca que a região enfrenta novamente neste ano. Vários são os relatos da presença de onças próximas às pessoas.

“A Ecoa está divulgando através das redes que participa, incluindo a Rede Pantanal e Rede Pantanal, informe sobre este quadro e pedindo que as pessoas redobrem os cuidados, principalmente com as crianças. Neste momento, entendemos que é necessário estruturar um grupo científico de estudo para recolher informações mais detalhadas sobre toda a situação. Continuaremos com nossos alertas, ao mesmo tempo que no trabalho de prevenção com as brigadas comunitárias contra incêndios e o Prevfogo/Ibama para reduzir a possibilidade de fogo, situação que aproxima animais das casas dos moradores”.