O 2º dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2022 aconteceu neste domingo (20) e teve mais faltosos que a primeira etapa, no último dia 13 de novembro. Dessa vez, os participantes fizeram as provas de ciências da natureza e suas tecnologias, assim como de matemática e suas tecnologias.

Ao todo, segundo o MEC (Ministério da Educação), foram 43.590 inscritos em Mato Grosso do Sul. Balanço divulgado para pasta nesta segunda-feira (21) aponta que o 2º dia de provas teve mais faltosos que o 1º, em MS.

Ontem, apenas 28.413 compareceram (34,9% de abstenção), enquanto no dia 13 foram 30.424 (30,3%). Em todo o Brasil, 5.126 mil participantes foram eliminados e 193 foram afetados por problemas de logística.

Conforme o MEC, os dados são preliminares, tendo em vista que os números conclusivos dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador. O Inep divulgará os Cadernos de Questões e os gabaritos às 17h (horário de MS) da próxima quarta-feira (23).

Pedido de reaplicação do Enem

Nesta segunda-feira (21), começou o prazo para solicitar a reaplicação, por meio da Página do Participante, neste link. A pessoa que faltou a alguma das aplicações (em 13 e 20 de novembro) por problemas logísticos ou doenças infectocontagiosas previstos nos editais pode pedir para fazer as provas nos dias 10 e 11 de janeiro de 2023.

Nessas datas, o Inep também aplicará o exame para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2022. O período de solicitação termina na próxima sexta-feira (25). Vale destacar que quem compareceu em algum dos dias deve solicitar a reaplicação somente do dia em que faltou.

Caso o candidato seja afetado por desastres naturais, por comprometimento da infraestrutura do local ou falta de energia elétrica, pode entrar com o pedido. Isso vale, ainda, para casos nos quais ocorreram erros de execução em procedimento de aplicação e para quem faltou por sintomas de alguma das doenças infectocontagiosas listadas no edital.

São elas: covid-19, tuberculose, coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela.

Em casos de doenças infectocontagiosas, os pedidos precisam ter documentos comprobatórios, analisados pelo Inep individualmente. Já em relação a problemas logísticos, o Instituto avaliará as solicitações, de acordo com as possíveis intercorrências registradas. A aprovação do pedido garante a reaplicação do exame.

Quem faltou a qualquer um dos dias do Enem por motivos que não se enquadram no edital não tem direito à reaplicação. Caso o participante tenha comparecido a apenas um dia, será considerado ausente no outro e terá as notas divulgadas no boletim de desempenho individual. No entanto, as pontuações servirão apenas para autoavaliação de conhecimento.