Prefeitura de Campo Grande propõe novo anel rodoviário na BR-163 durante a próxima licitação

Proposta é uma sugestão de traçado.
| 06/06/2022
- 16:54
Prefeitura
Prefeitura propõe mudanças na estrutura na próxima licitação da BR-163

A Prefeitura de Campo Grande propôs, por meio da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), que a EPL (Empresa de Planejamento e Logística), estatal com a incumbência de formatar os editais de licitação das privatizações e concessões federais, que seja incluída a implantação do macro anel rodoviário, na ligação entre as saídas para São Paulo e Cuiabá, na BR-163.

Rudi Fiorese, secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, explicou que a proposta é uma sugestão de traçado que começa na rotatória da entrada da cidade na saída para São Paulo, atravessaria a , prosseguirá até a BR-262 (saída para Três Lagoas), na altura do condomínio Terras do Golfe. Na sequência, avançaria contornando o Jardim Noroeste e a Chácara dos Poderes até chegar ao extremo norte da Capital, se conectando à rotatória que está sendo implantada na saída para Cuiabá.

Segundo o secretário, neste ponto voltará a se conectar com a BR-163 e com o trecho do anel que dá acesso à MS-010 (Rochedinho ), MS-040 (saída para Rochedo ) e às saídas para Aquidauana ( BR-262) e Sidrolândia (BR-060). O trajeto proposto tem cerca de 30 km, mas a extensão exata só será apurada quando o projeto executivo for feito. “Os custos da elaboração do projeto, as desapropriações e da obra serão bancados pelo grupo que vier a vencer a licitação e assumir a administração da rodovia”, disse Rudi Fiorese.

O traçado atual do macro anel tem cerca de 25 km e se inicia na saída para São Paulo, contorna a Moreninha, Jardim Itamaracá, Parque dos Poderes, condomínios fechados e termina numa rotatória perto do Jardim Colúmbia. O tráfego pesado de caminhões e carretas divide espaço com veículos de passeio. A projeção, com base na expectativa de crescimento da cidade, é de que este movimento vai aumentar de forma significativa nos próximos anos, o que justifica, segundo o secretário Rudi Fiorese, a abertura do novo macro anel.

Semana passada, Rudi Fiorese e a subscretária de Gestão e Projetos Estratégicos Catiana Sabadin estiveram em Brasília e apresentaram a proposta ao diretor de Gestão da EPL, Marcelo Guerreiro Caldas. A licitação será lançada em 2023 e está programada para o 2º semestre a realização de audiência pública em Campo Grande. Será um espaço para os municípios que estão no trajeto da rodovia apresentarem suas demandas. A rodovia corta o território sul-mato-grossense por 847 km, trajeto que começa em Mundo Novo e vai até Sonora, na divisa com o Estado de Mato Grosso.

O secretário Rudi Fiorese propôs, ainda, que sejam feitas a drenagem e pavimentação dos acessos à área para onde serão realocados os comerciantes e produtores. Hoje, eles mantêm barracas de comercialização às margens do trecho do núcleo urbano do distrito que está no planejamento de duplicação da BR-163.

Veja também

Greve foi deflagrada na Capital após Consórcio Guaicurus atrasar vale dos funcionários

Últimas notícias